Meia teve boa atuação e deu passe decisivo para o gol de Luis Fabiano, que selou o empate no clássico contra o Corinthians

Ganso e Danilo em ação no São Paulo x Corinthians
Fernando Dantas/Gazeta Press
Ganso e Danilo em ação no São Paulo x Corinthians

O São Paulo somou ponto contra o Corinthians graças à jogada em que Paulo Henrique Ganso prendeu a bola e enganou os adversários até deixar Luis Fabiano em condições de fazer o gol. O lance rendeu elogios do capitão Rogério Ceni, mas Muricy Ramalho veta qualquer empolgação com o camisa 10.

"É o que o Ganso tem que fazer. Precisa participar um pouco mais porque é o jogador que faz a ligação. É a função dele", minimizou o treinador, que, na semana passada, teve que lidar com críticas públicas do jogador por tê-lo deixado na reserva na rodada anterior do Campeonato Brasileiro .

Ganso sabe que não pode se animar só com o que fez na Arena Barueri, assim como o time. "Foi uma das melhores atuações, mas ainda temos muita coisa para crescer. Se quisermos chegar a algum lugar, a título, tem que ser assim: rodando a bola, achando espaços e fazendo gols", ensinou.

Mostrando humildade, o jogador fez questão de enaltecer o autor do gol que definiu o 1 a 1. "Foram muito choques e divididas, mas conseguimos uma bela bola e o Luis foi mais esperto para marcar. O Luis enxerga bem o jogo e, pela movimentação, eu sabia que poderia estar ali", falou o meia.

Agora, Ganso tem seis assistências no ano, igualando-se a Osvaldo como líder do quesito na temporada. E ressalta a necessidade de aproveitar a presença de Luis Fabiano para aumentar esses números. "Precisamos trabalhar para acertar mais bolas como essas. O Luis é esperto e sabe se livrar dos zagueiros para marcar", apontou.

Muricy se conforma com empate em 1 a 1 no clássico

Muricy Ramalho não está totalmente satisfeito com o futebol mostrado pelo São Paulo, mas se conforma apontando evolução em outro aspecto. O técnico lembra que assumiu o time no ano passado sob sério risco de rebaixamento e, agora, enxerga empenho nos seus comandados.

"Na quarta-feira, tivemos um jogo duríssimo contra o CRB, muita pegado, e enfrentamos um Corinthians que ficou nos esperando durante a semana e, mesmo assim, não desistimos até o fim, é um time que está querendo. Bem diferente do ano passado, quando as pessoas se importavam pouco em estar aqui", lembrou.

Em campo, esse aspecto tem feito a diferença na opinião do treinador. Tanto que o time continua invicto, vencendo o Botafogo e empatando com Cruzeiro, Coritiba e Corinthians, adversários que Muricy considera fortes.

"Não estamos pegando times mais ou menos, só pegamos pedreira, jogos dificílimos. Mas o time está dando mais resposta do que ano passado. Não em termos de futebol, mas em comprometimento. A maneira que estamos encarando é bem diferente do ano passado. O time não desiste, vai para cima", elogiou.

Com espírito elogiável, o São Paulo busca evolução técnica. "No futebol, estamos devendo um pouco ainda, mas isso consertamos. O time não está jogado o futebol esperado, mas, para este momento, está bem", conformou-se.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.