Equipe dos convocados para a Copa, Thiago Silva e Maxwell, garantiu o título francês com duas rodadas de antecedência e foi derrotada nesta quarta por 2 a 1, no Parque dos Príncipes

No dia em que garantiu o título francês com duas rodadas com antecedência, o PSG até saiu na frente, mas levou a virada do Rennes e perdeu por 2 a 1, em casa. A equipe dos convocados da seleção brasileira Maxwell e Thiago Silva entrou em campo sabendo que já era a dona do caneco da França, pois o Monaco tropeçou em casa, diante do Guingamp e cedeu o título ao PSG.

Os gols foram marcados por Lavezzi para os donos da casa e Kadir e Ntep para os visitantes. Antes de receber oficialmente a faixa de campeão, o PSG tem pela frente o Lille, que ainda luta para assegurar a vaga à Liga dos Campeões da próxima temporada, e o Montpellier, 13º colocado e sem mais pretensões nas rodadas finais. Enquanto isso, o Rennes encara o Sochaux e o Reims.

Jogadores do PSG comemoram título francês antecipado
Michel Euler/AP
Jogadores do PSG comemoram título francês antecipado


O jogo - Empolgado com a conquista do título, o Paris Saint-Germain começou a partida a mil e tudo indicava uma goleada. Logo aos dois minutos de bola rolando, Cavani viu o beque do Rennes se complicar e roubo a redonda na entrada da grande área, deixando Lavezzi em ótimas condições para finalizar. Sem dó, o argentino fuzilou o goleiro e abriu o placar no Parque dos Príncipes.

A reação do time de Rennes começou aos 22 minutos da primeira etapa. Kadir apareceu livre na grande área e chutou cruzado, a bola ainda bateu em Jailet e só parou no fundo das redes. Aos 26, Ntep cobrou falta e, na tentativa de alçar a redonda na área, viu o goleiro adversário sair atrasado, possibilitando o segundo gol dos visitantes.

Lavezzi marcou o gol do PSG na derrota para o Rennes
Michel Euler/AP
Lavezzi marcou o gol do PSG na derrota para o Rennes

Na volta do intervalo, o confronto seguiu equilibrado. Aos dois minutos, Cavani recebeu cruzamento, dominou a bola com muita categoria, mas se atrapalhou na hora do chute. Para a sorte do uruguaio, o auxiliar marcou impedimento. Com uma defesa compacta, o Rennes impôs muitas dificuldades para o campeão francês, que não conseguiu achar mais um gol para empatar o jogo.

Aos 35 minutos, Toivonen recebeu de frente para o goleiro, mas mandou a bola por cima, desperdiçando uma excelente chance de ampliar o placar. No finzinho, o beque Alex foi para a área, subiu de cabeça e quase conseguiu colocar a redonda no fundo das redes.

Em uma de suas últimas tentativas, o Paris Saint-Germain alçou uma bola na área com todos os jogadores dentro dela, inclusive o goleiro Jallet, mas, atento, Costil evitou qualquer possibilidade dos parisienses empatarem.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.