Em entrevista à revista Playboy, ex-atacante diz que é duro ser artilheiro no Brasil e lembra que o rival nunca conseguiu

Edmundo, ex-atacante do Vasco
Getty Images
Edmundo, ex-atacante do Vasco

Durante a carreira, o ex-atacante Ronaldo ganhou três vezes o prêmio de melhor jogador do mundo, ganhou duas Copas do Mundo com a seleção brasileira e foi o artilheiro em uma delas. Os feitos o colocam como um dos principais nomes do futebol do país, mas não assustam Edmundo, que acredita ter sido superior dentro de campo.

“Não só em 1997, eu joguei mais que ele a vida inteira", disse Edmundo, em entrevista à edição de maio da revista Playboy . "Fiz o dobro de gols", completou.

Na verdade, Edmundo fez 344 gols na carreira, número inferior aos 481 de Ronaldo. Para justificar a afirmação, ele levou em conta outros critérios de avaliação. “Fui campeão mais vezes. Ah, ser campeão brasileiro não tem valor. E ser campeão italiano tem? Joguei na Itália, lá é campeonato de dois, três times. Aqui tem 12 times que podem ser campeões. Ser artilheiro aqui é duro. O Ronaldo jogou aqui e não conseguiu. A única coisa que o diferencia é o desempenho com a camisa da seleção brasileira", afirmou.

Edmundo foi o artilheiro do Campeonato Brasileiro de 1997, quando fez 29 gols e comandou o Vasco ao título. No mesmo ano, Ronaldo foi eleito o melhor jogador do mundo pela primeira vez. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.