Tamanho do texto

Goleiro do Coritiba disse ter achado que o atacante não teve a intenção de tocar na bola daquele jeito no segundo gol

Ademílson marcou o gol de empate do São Paulo
Piervi Fonseca/ Agif/Gazeta Press
Ademílson marcou o gol de empate do São Paulo

Pouco importa para o atacante Ademilson se ele teve ou não intenção de bater de primeira e encobrir o goleiro do Coritiba ou se simplesmente errou ao tentar o domínio da bola. O importante foi ter balançado a rede e evitado a derrota do São Paulo no Pacaembu.

"Não tem problema, a bola entrou, e nós empatamos o jogo", disse, avisado de que o goleiro Vanderlei achou que foi sem querer seu toque de perna direita.

Após receber passe de Paulo Henrique Ganso na entrada da área, Ademilson esticou a perna, na tentativa de dominar a bola, e acabou colocando-a na rede. Um belo gol, a exemplo do que marcou há pouco mais de uma semana, de bicicleta, na derrota para o CRB, em Maceió.

"Foi um golaço", elogiou o técnico Muricy Ramalho. "Parece que ele está se especializando em fazer gols bonitos".

Antes mesmo da entrevista do treinador, o reserva, que entrou no lugar de Pabon, no segundo tempo, não exagerou na empolgação. "Não tenho que me especializar em fazer gol bonito. Tenho que me especializar em fazer gol. Mas melhor ainda que estejam sendo bonitos", brincou.

O gol garantiu o empate por 2 a 2 com o Coritiba, em jogo válido pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o São Paulo chegou a cinco pontos na competição nacional, pela qual só volta a campo no domingo que vem, diante do Corinthians, em Barueri. Antes disso, na quarta-feira, decide vaga na próxima fase da Copa do Brasil, contra o CRB, no Pacaembu.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.