Conmebol e Concacaf fizeram parceria e 10 sul-americanos terão companhia de EUA, México e outras quatro seleções

Jeffrey Webb, da Concacaf, e Eugenio Figueredo, da Conmebol,, após anúncio
DIVULGAÇÃO/CONMEBOL
Jeffrey Webb, da Concacaf, e Eugenio Figueredo, da Conmebol,, após anúncio

Em evento realizado em Miami nesta quinta-feira, a Conmebol e a Concacaf anunciaram conjuntamente que a Copa América terá uma edição extra a ser realizada nos Estados Unidos em 2016, ano do Centenário da competição. O torneio será disputado entre os dias 3 e 26 de junho e pela primeira vez contará com 16 equipes: seis das Américas do Norte e Central e dez da América do Sul.

Os únicos países garantidos como representantes da Concacaf são Estados Unidos e México, enquanto os outros quatro serão definidos pelo ranking da Copa Ouro. Já as dez seleções da Conmebol já estão decididas: Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai, Venezuela.

"Todos estão pensando no futuro. Estamos pensando no que vai se passar em 20 anos. Acredito que esse é um passo importante. Estamos fazendo um esforço com a Fifa para que todas as seleções venham com suas forças máximas", disse Eugenio Figueredo, presidente da Conmebol.

Tradicionalmente disputada de quatro em quatro anos e, em 2015, será realizada no Chile. A princípio o Brasil sediaria o torneio, mas como recebe a Copa do Mundo neste ano acabou ficando com a edição de 2019. O atual campeão é o Uruguai, que conquistou seu 15º título em 2011.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.