Tamanho do texto

Após vencer o time argentino no jogo de ida, time paraguaio arranca empate fora e celebra feito inédito na Libertadores

Na noite desta terça-feira, o Nacional-PAR garantiu sua vaga nas quartas de final da Copa Libertadores da América. Atuando em Buenos Aires, no estádio José Amalfitani, a equipe visitou o Vélez Sarsfield e arrancou um empate por 2 a 2. Como havia vencido em Assunção pelo placar mínimo, a surpreendente equipe paraguaia desbancou o favoritismo argentino e avançou de estágio.

Confira a tabela de jogos, artilharia e notícias da Copa Libertadores

Assim, os comandados de Gustavo Morinigo esperam o vencedor do confronto entre Unión Española-CHI e Arsenal-ARG. No primeiro embate, em solo argentino, houve empate sem gols.

Jogadores do Nacional do Paraguai celebram gol na partida contra o Vélez que valeu a classificação às quartas de final da Libertadores
AP
Jogadores do Nacional do Paraguai celebram gol na partida contra o Vélez que valeu a classificação às quartas de final da Libertadores

O jogo

Precisando do resultado positivo em seus domínios, o Vélez Sarsfield criou sua primeira oportunidade de gol aos sete minutos. Bem postado na área, o centroavante Lucas Pratto recebeu um preciso cruzamento, mas testou por cima da meta paraguaia. Com 16, o jogador, referência no ataque argentino, aproveitou uma bola espirrada pela defesa visitante, mas tirou demais de Ignacio Don, mandando pela linha de fundo.

Com 23 jogados, os mandantes criaram sua melhor chance. Após receber um belo passe de Mauro Zárate, Jorge Correa invadiu a área e concluiu na saída de Don, mas viu o arqueiro, com a perna, desviar a bola e evitar o primeiro tento. Aos 37, Pratto teve nova chance, mas finalizou fraco, com o pé esquerdo, e facilitou a defesa do adversário.

Logo no início da segunda etapa, o Fortín voltou a pressionar. Livre na área, Zárate exagerou no preciosismo no momento da conclusão e viu a bola se perder. Com 22, aproveitando uma saída equivocada de Don em escanteio aberto, Tobio finalizou firme, mas carimbou Piris e viu o goleiro se recuperar para defender.

De tanto pressionar, aos comandados de Toro Flores inauguraram o marcador aos 30 minutos. Após receber de Canteros, Cubero aplicou um corte na marcação e serviu Jorge Correa, que concluiu rasteiro para balançar as redes. Porém, minutos mais tarde, Romero derrubou Bareiro com um carrinho e o árbitro marcou pênalti para o Nacional. Na cobrança, Torales deslocou Sosa para classificar os paraguaios.

Com 40 jogados, Correa voltou a deixar o Vélez Sarsfield na frente, com uma finalização da entrada da área. Porém, nos acréscimos, Orué recebeu em velocidade, passou pelo goleiro Sosa e só teve o trabalho de concluir para o gol vazio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.