Tamanho do texto

Equipe do Barcelona também divulgou nota oficial nesta segunda prestando apoio ao jogador e pedindo respeito

Daniel Alves come a banana atirada contra ele no
Reprodução/Vine
Daniel Alves come a banana atirada contra ele no "El Madrigal", estádio do Villarreal

Mais um episódio de racismo marcou a rodada do final de semana nos campos da Europa. No jogo Barcelona x Villarreal, Daniel Alves comeu uma banana que havia sido jogada no gramado. Nesta segunda-feira, a presidente Dilma Rousseff comentou o caso em sua conta no Twitter e disse que o jogador deu uma resposta forte e ousada, além de reforçar o pedido por uma Copa sem racismo. 

Reveja o caso: Vítima de racismo, Daniel Alves come banana atirada contra ele na Espanha

"O jogador @DaniAlvesD2 deu uma resposta ousada e forte ao racismo no esporte", escreveu Dilma. Ela também lembrou a campanha contra o preconceito começada por Neymar pouco depois do episódio. "Em seu apoio, @neymarjr lançou a campanha #somostodosmacacos p/ mostrar que temos todos a mesma origem e q nada nos difere, a não ser nossa tolerância com o outro". 

Leia mais: Neymar manifesta apoio a Daniel Alves: “Somos todos macacos”

A presidente ainda falou da Copa do Mundo no país. "O Brasil na #CopaDasCopas levanta a bandeira do combate à discriminação racial #CopaContraORacismo. Vamos mostrar q nossa força, no futebol e na vida, vem da nossa diversidade étnica e dela nos orgulhamos. #CopaSemRacismo", completou. 

Dilma comenta caso de racismo contra Daniel Alves no Twitter
Reprodução
Dilma comenta caso de racismo contra Daniel Alves no Twitter


Depois da partida, segundo jornais espanhóis, Daniel Alves disse que "ri de retardados" como esses autores de atos racistas nos gramados. "Eu tenho 11 anos na Espanha e 11 anos iguais. Nós não vamos mudar isso, você tem que tomar quase como uma piada e rir destes retardados ", disse o jogador tentando dar um toque de humor a um episódio desagradável.

Ele voltou a falar sobre o assunto em sua página no Instagram nesta segunda. "Meu Brasil Brasileiro, Verde, amarelo, preto, branco e vermelho. Somos um povo alegre com samba no pé, e é com alegria e ousadia que a gente tem que se manifestar. Olha a banana, olha o bananeiro… sou baiano, sou brasileiro… estamos mais fortes do que nunca, o sorriso é a nossa proteção, a musica é a nossa espada… Nos vemos na Copa… Estamos juntos!! #deusnocomando #somostodosmacacos#danidobrasil #amadajuazeiro", escreveu.

Também nesta segunda-feira, o Barcelona divulgou um comunicado dando apoio e prestando solidariedade a Daniel Alves. O time ainda pede respeito e não ao racismo e não relaciona o ato a torcedores do Villarreal. 

Aguero e Marta entraram na campanha contra o racismo nas redes sociais
Reprodução/Twitter
Aguero e Marta entraram na campanha contra o racismo nas redes sociais

"O Barcelona gostaria de sublinhar a importância civil, cultural, social e esportiva de duas mensagens que a UEFA nos lembra antes de cada jogo: Respeito e Não ao Racismo. O FC Barcelona deseja manifestar o seu total apoio e solidariedade com o nosso jogador Dani Alves, após os insultos que ele sofreu de parte da torcida no El Madrigal no domingo, durante o jogo contra o Villarreal . FC Barcelona aceita que os autores destes insultos são de modo algum ligado ao Villarreal e valorizamos muito positivamente o apoio do clube ofereceu ao nosso jogador", afirmou o comunicado. 

Além disso, a campanha de Neymar segue ganhando seguidores nas redes sociais. Diversos famosos postaram fotos comendo bananas. Os jogadores Marta e Aguero gravaram, em Milão, uma campanha mundial da Puma contra o racismo e também compartilharam suas fotos. 



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.