Equipe espanhola controlou o jogo, mas não conseguiu ser efetiva diante da forte marcação do time de José Mourinho

Atlético de Madri e Chelsea empataram por 0 a 0 nesta terça-feira, no estádio Vicente Calderón, em Madri, no jogo de ida pelas semifinais da Liga dos Campeões . O resultado deixa totalmente aberta a disputa entre as equipes, que terá o segundo e último capítulo escrito na quarta-feira da próxima semana, em Londres.

O Chelsea deve valorizar o empate porque os espanhóis até então haviam vencido todos os jogos disputados em casa na competição europeia. De olho no futuro, porém, o 0 a 0 pouco deve ser festejado pelo Chelsea, que precisará vencer em casa. O Atlético se classificará em caso de vitória ou empate com gols na Inglaterra, e um novo 0 a 0 levará a decisão para a prorrogação.

Veja fotos do empate sem gols entre Atlético de Madri e Chelsea:

O jogo

O Atlético teve 63% de posse de bola no primeiro tempo, sendo que a média por jogo nesta edição da Liga dos Campeões é de 44%. E a mudança de característica se mostrou problemática. Apesar de ter controlado as ações em campo, o time espanhol não soube o que fazer com a bola e pouco ameaçou o gol do Chelsea.

Tanto que a lesão do goleiro Cech, que acabou substituído por Schwarzer aos 18 minutos, em nada beneficiou a equipe da casa. A melhor oportunidade aconteceu aos 33 minutos, quando Mario Suárez chutou de fora da área rente à trave esquerda do goleiro australiano.

No mais, posse de bola inócua do Atlético, muitos cruzamentos sem efeito e todos os méritos para o time comandado por José Mourinho, impecável na missão de se defender. Na etapa inicial, só faltou ao Chelsea aproveitar melhor os contra-ataques, que até surgiram, mas igualmente sem levar perigo ao goleiro Courtois.

O panorama do jogo não mudou na etapa final, quando a posse de bola do Atlético se manteve praticamente a mesma: 62%. E o jogo não mudou.

O Atlético, sem espaço para penetrar na defesa inglesa, passou a chutar mais de fora da área e não diminuiu as tentativas pelo alto. Foi assim que cricou perigo duas vezes: numa cobrança de falta de Gabi, que fez o goleiro Schwarzer se esticar para defender, e numa cabeçada de Arda Turan para fora.

Como na etapa inicial, a lesão de Terry, que saiu de campo para a entrada de Schurrle, em pouco prejudicou o esquema bem armado por José Mourinho, que conseguiu manter o domínio defensivo do Chelsea. E, assim, o time inglês volta à Inglaterra com um empate que pode sim ser festejado, mas com bastante cautela.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO DE MADRI 0 X 0 CHELSEA

Local: Estádio Vicente Calderón, em Madri (Espanha)
Data: 22 de abril de 2014, terça-feira
Horário: 15h45 (de Brasília)
Árbitro: Jonas Eriksson (Suécia)
Assistentes: Mathias Klasenius e Daniel Wärnmark (ambos da Suécia)

Cartões amarelos: Gabi e Miranda (Atlético de Madri); Lampard, Mikel e Demba Ba (Chelsea)

ATLÉTICO DE MADRI: Courtois, Juanfran, Miranda, Godín e Filipe Luiz; Gabi, Suárez (Sosa), Raúl García (David Villa), Koke e Diego (Arda Turan); Diego Costa.
Técnico: Diego Simeone

CHELSEA: Cech (Schwarzer), Azpilicueta, Cahill, Terry (Schurrle) e Ashley Cole; David Luiz, Lampard, Mikel, Ramires e Willian (Demba Ba); Fernando Torres.
Técnico: José Mourinho

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.