Andrés Sanchez está nos Emirados Árabes para fechar parceiro para o nome do estádio do Corinthians. Ronaldo valoriza construção do estádio: "Está fantástico"

Andrés Sanchez não esteve presente na Arena Corinthians na manhã desta terça-feira durante a vistoria técnica da Fifa. A ausência, no entanto, se deve a viagem do diretor aos Emirados Árabes para negociar o “naming rigths” da arena antes do início da Copa do Mundo, em junho.

Leia também:   Valcke avisa que não há um minuto a perder nas obras em Itaquera

Durante evento na Arena Corinthians, Luciano Blanco, diretor de operações do estádio, substituiu o ex-presidente. “Por compromissos, Andrés está fora do país para que possamos ter parceiros efetivamente para dar continuidade nessa caminhada dos trabalhamos da Arena Corinthians. É uma honra estar representando ele”, justificou.

Arena Corinthians não terá teste com capacidade máxima até a Copa

Esta não é a primeira vez que Andrés viaja para tratar do nome da Arena Corinthians. No início deste ano, ele desembarcou em Abu Dabi para negociar com os representantes da Abu Dhabi Investment Authority (ADIA), fundo que detém duas empresas aéreas, a Emirates, de Dubai, e Etihad, de Abu Dhabi. O corintiano planeja um acordo de R$ 400 milhões pela cessão do nome do palco de abertura da Copa do Mundo por um período de 20 anos.

Por outro lado, a Caixa Econômica Federal – patrocinadora máster do clube – afirma que possui prioridade nos “naming rigthts” da arena e diz que existe uma cláusula no contrato que a assegura de tal direito.

Em meio às negociações, o Corinthians também tenta fechar o quanto antes com uma empresa para gerir o serviço de bebidas e alimentos do estádio.

Ronaldo desconversa sobre atraso e valoriza estádio

Amigo pessoal de Andrés Sanchez e um dos responsáveis por viabilizar a construção da Arena Corinthians, em Itaquera, o ex-jogador Ronaldo – e hoje membro do COL – preferiu não comentar o atraso nas obras e fez questão de exaltar o estádio.

“Eu já vi isso acontecer sim (atraso nas obras), até jogando futebol. O estádio está realmente fantástico. Participei bem no início, motivando também o Andrés (Sanchez) a construir para a nação corintiana. Demorei (nesta terça) uns dez minutos para dar a volta e ver a mobilidade. Estou muito feliz por estar aqui dentro e saber que fiz parte para realizar este sonho para a nação", afirmou.

Ronaldo deixou o Corinthians no começo de 2011, quando encerrou a carreira, poucos meses antes do início das obras do estádio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.