Tamanho do texto

Técnico argentino não culpa jogadores pela má fase e disse que a equipe não vai 'abaixar a cabeça' após últimas derrotas

Tata Martino, técnico do Barcelona
Getty Images/Manuel Queimadelos Alonso
Tata Martino, técnico do Barcelona

Passando por uma espécie de "fritura" no Barcelona, o técnico Gerardo Martino admitiu que a fase atual do clube é muito inferior ao padrão dos últimos anos. Autocrítico, o argentino não culpou seus atletas e disse estar insatisfeito com seu próprio trabalho na Catalunha.

"Não tenho nenhuma satisfação com o trabalho realizado até aqui. Quando os resultados não vêm, ninguém pode estar feliz, e em um clube como este, ganhar apenas a Supercopa é algo que não se é lembrado. De nenhuma maneira posso destacar algo positivo no meu trabalho", disse o técnico do Barcelona.

Apesar da fase ruim do time e das constantes informações na imprensa espanhola sobre sua demissão ao final da temporada, Martino afirma que não perdeu o foco e que seu time não desistiu de ir em busca do título do Campeonato Espanhol .

"A equipe não vai abaixar a cabeça de modo algum. Todos sentimos os golpes das últimas semanas, três a cada três dias, mas sabemos que pode acontecer de os times que estão acima de nós terem um resultado que nos favoreça, e é nossa obrigação continuar a competir", explicou o argentino.

Nas últimas semanas, o Barcelona foi eliminado pelo Atlético de Madri na Liga dos Campeões, perdeu na final da Copa do Rei para o rival Real Madrid e ainda foi surpreendido pelo Granada no Campeonato Espanhol com uma derrota que praticamente tirou as chances de título blaugrana. O Barça está em terceiro na competição, sete pontos atrás do líder Atlético, que tem um jogo a mais.