Meia voltou a sentir dores no joelho direito - o mesmo operado no ano passado -, fará exames e ainda é dúvida para a estreia

Renato Augusto  voltou a sentir dores no joelho direito
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Renato Augusto voltou a sentir dores no joelho direito

Após quase um mês de preparação exclusiva para o Campeonato Brasileiro, Renato Augusto voltou a sentir dores no joelho direito. A três dias da estreia, o meio-campista ficou fora do treinamento de quinta-feira do Corinthians para investigar a gravidade da situação.

Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

O jogador de 26 anos está sendo avaliado pelo médico Joaquim Grava. Ele voltará ao centro de treinamento na manhã de sexta, quando haverá uma noção mais clara do problema, mas a preocupação é geral na comissão técnica, que esperava finalmente contar com o camisa 8 na temporada.

O joelho que vem machucando o atleta é o mesmo operado em agosto do ano passado. Em algo recorrente na carreira de Renato, o que deveria ser uma simples artroscopia se tornou uma cirurgia mais complexa, pois, além da membrana inflamada, descobriu-se que havia desgaste na cartilagem.

O meia voltou no sacrifício para as rodadas finais do Campeonato Brasileiro e fez uma longa pré-temporada para evitar novos problemas em 2014. Ele ficou fora de boa parte do Paulista, voltando apenas no final da primeira fase, e ainda não completou um jogo inteiro no ano.

Brasileirão começa com cara de europeu e maioria dos times com atenção exclusiva

Desde que o Corinthians deu adeus ao Paulista, há quase um mês, o técnico Mano Menezes vinha treinando a formação com Jadson e Renato Augusto na armação, que lhe agradou na despedida do Estadual. Agora, ao que tudo indica, terá de trabalhar alguma alternativa.

O meio-campista chegou ao Corinthians faz um ano e três meses, tendo todo tipo de contusão no período. Houve uma grave lesão muscular na coxa direita, que o afastou por mais de três meses, uma fratura no rosto e o problema no joelho, que tornou necessária a cirurgia de agosto.

A recorrência desses problemas já era grande em sua época de Bayer Leverkusen, motivo pelo qual o clube alemão topou vendê-lo à equipe do Parque São Jorge. O frágil e ótimo meia tem também no histórico uma operação no outro joelho e um constante desequilíbrio na força das pernas.

À espera de Luciano

Mano Menezes se sentou no banco de reservas e observou seu auxiliar, Sidnei Lobo, comandar o treinamento da tarde de quinta-feira no Corinthians. Havia 11 jogadores de linha entre os titulares na atividade tática, que tinha limitação de toques na bola e, para alguns atletas, de posicionamento.

Após negativa do Flu por Sobis, Corinthians busca outros atacantes

Sem Renato Augusto, que faz exames por causa de novo problema no joelho, o treinador indicou que escolherá entre Zé Paulo e Danilo no meio de campo. Guerrero trabalhou na equipe de cima, mas provavelmente voltará à condição de reserva na sexta, quando Luciano retornará de um período de treinos com a Seleção Brasileira sub-20.

A formação adotada pelo gaúcho foi a seguinte: Cássio; Fagner, Cleber, Gil e Fábio Santos; Ralf, Guilherme, Zé Paulo, Danilo e Jadson; Romarinho e Guerrero. Entre eles, havia sempre um de cada lado no ataque, para que fossem feitas jogadas pelas laterais e cruzamentos.

A escalação da estreia no Campeonato Brasileiro provavelmente ficará mais clara no treino da manhã de sexta. A equipe voltará a trabalhar no CT do Parque Ecológico na manhã de sábado antes da viagem para o confronto com o Atlético-MG, no domingo, em Uberlândia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.