Treinador da equipe goiana afirma em entrevista à rádio que seu primeiro objetivo e manter a equipe na segunda divisão

O Vila Nova entra na Série B do Brasileiro com pretensões modestas. O técnico Sidney Morais avisa que o primeiro objetivo a ser atingido é a manutenção de sua equipe no torneio de acesso à Série A . Também apontou Ceará , Joinville e América-MG como principais candidatos ao título da Segundona, já que são clubes com melhores condições financeiras.

Confira a tabela do Campeonato Brasileiro da Série B

"Se for pelo financeiro e pelo lado de elenco, o Ceará está muito na frente. É um time que gasta. Só de atacante tem Magno Alves, Bill, Tadeu, Assisinho, e qualquer um que você pegar e jogar pra cima, joga em qualquer time da Série B. O Joinville é sempre forte, paga bem os jogadores, é difícil jogar lá. O América-MG tem estrutura, tem time e dinheiro pra contratar. Falamos de time que tem folha salarial de R$ 600 mil a R$ 1 milhão, e nós trabalhamos com R$ 300 mil, é desproporcional", explicou o estrategista, em entrevista à Rádio 730 FM, de Goiás.

Questionado pelo programa se existe possibilidade de acesso, Morais foi cauteloso e pés no chão, indicando que ainda é muito cedo para aplicar qualquer prognóstico e prefere, por enquanto, focar na manutenção do Vila na Série B, já que foi rebaixado no Estadual deste ano.

"O desafio é grande, quando fui contratado pelo Newtinho na época, a gente conversou bastante, sabia que era muito difícil o Vila sair do rebaixamento, tava 99% já rebaixado. O primeiro passo é não cair na Série B. Acho que é muito pouco dizer isso para o torcedor do Vila, todos almejamos coisas melhores e a tradição do Vila é muito grande, mas estamos vindo de um momento adverso", concluiu o técnico.

O Vila Nova anunciou na última terça-feira a contratação de três reforços: o lateral direito Ângelo, o zagueiro Gabriel e o atacante Marcelo Toscano. Todos para a disputa da Série B, que começa para os colorados nesta sexta-feira, às 19h30, diante do Luverdense, no Serra Dourada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.