Tamanho do texto

"É claro que ficamos tristes com o que aconteceu, mas esperamos dar sequência ao trabalho e alcançar os nossos objetivos na Copa do Brasil", avaliou o lateral direito Cicinho

O Santos não teve muito tempo para se conformar com o vice-campeonato paulista. Às 22 horas (de Brasília) desta quarta-feira, três dias após a derrota nos pênaltis para o Ituano, a equipe comandada por Oswaldo de Oliveira receberá o Mixto na Vila Belmiro. É preciso vencer para avançar à segunda fase da Copa do Brasil.

Confira os jogos e o chaveamento da Copa do Brasil

No jogo de ida, o Santos inaugurou a Arena Pantanal e não passou de um empate sem gols com o Mixto. Na ocasião, Oswaldo recorreu a um time repleto de jogadores considerados reservas, já que a prioridade era derrotar o Ituano na decisão do Campeonato Paulista.

Santos empatou com o Mixto no jogo de ida
RICARDO SAIBUN/Gazeta Press
Santos empatou com o Mixto no jogo de ida

Mesmo abatido pelo fracasso na missão estadual, o Santos sabe que não pode remoer a derrota. Até porque terá uma nova disputa de pênaltis pela frente em caso de outro 0 a 0 com o Mixto e será surpreendentemente eliminado se houver um empate com gols na Vila. Por isso, a ordem é fazer prevalecer o favoritismo com uma vitória tranquila, sem sustos.

"A queda no Campeonato Paulista já passou. A nossa equipe é muito boa e está bem preparada. É claro que ficamos tristes com o que aconteceu, mas esperamos dar sequência ao trabalho e alcançar os nossos objetivos na Copa do Brasil e no Campeonato Brasileiro", pregou o lateral direito Cicinho.

Para o volante Arouca, o Santos deve mostrar empenho à sua torcida no aguardado retorno à Vila - o elenco se irritou por ter de decidir o Paulista com dois jogos no Pacaembu. "Seremos um time aguerrido, como fomos no Campeonato Paulista todo, buscando o título", prometeu.

O "time aguerrido" do Santos provavelmente estará desfalcado. O atacante Thiago Ribeiro sofreu uma pancada na coxa esquerda contra o Ituano e virou dúvida diante do Mixto. "Quero jogar, mas tudo depende da minha evolução. Ainda estou sentindo muitas dores, apesar do tratamento. Vamos ver", comentou.

Cícero, Damião e Thiago Ribeiro são dúvidas

O Santos ainda não sabe se contará com três dos seus jogadores mais experientes. O meio-campista Cícero, o centroavante Leandro Damião e o atacante Thiago Ribeiro são dúvidas do time que já não terá Rildo, recuperando-se de entorse no tornozelo direito.

O trio se machucou no segundo jogo da final do Campeonato Paulista, contra o Ituano. Cícero ficou com dores em função de um pisão, Damião sentiu um incômodo na coxa direita, e Thiago Ribeiro sofreu uma pancada na coxa esquerda.

Apesar das lesões, Cícero, Leandro Damião e Thiago Ribeiro estão relacionados para o jogo com o Mixto. Eles dependem do sucesso de um tratamento intensivo para estar em campo. Lucas Lima, Stéfano Yuri e Gabriel já ficaram de prontidão para participar da partida de volta da Copa do Brasil.

No Mixto, não existe mistério. O técnico Ary Marques confirmou três alterações em relação à formação que utilizou no jogo de ida: o recém-chegado Ricardo Ehle herdará a vaga do zagueiro Zé Adriano, lesionado, Ferreira ficará com o lugar de Gabriel no meio-campo e Ítalo jogará na posição de César Romero na lateral esquerda.

Os destaques do Mixto ainda são dois veteranos. O volante Paulo Almeida, campeão brasileiro de 2002 pelo Santos, e o meia Ruy Cabeção se mostraram motivados para liderar a equipe mato-grossense na partida de volta. "Vou para a Vila com o coração daquele jeito", sorriu o primeiro. "Mas o time dos caras é bom para caramba", respeitou o segundo.

FICHA TÉCNICA
SANTOS X MIXTO

Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 16 de abril de 2014, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Pedro Martinelli Christino e Marcos Rogério da Silva (ambos do PR)

SANTOS: Aranha; Cicinho, Neto, David Braz e Mena; Alison, Arouca e Cícero; Gabriel, Leandro Damião e Geuvânio
Técnico: Oswaldo de Oliveira

MIXTO: Igor; Denilson, Ricardo Ehle, Robinho e Ítalo; Paulo Almeida, Kiko, Gabriel e Ruy Cabeção; Fogaça e João Paulo
Técnico: Ary Marques

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.