Tapetão e eliminação no estadual incomodam a torcida, que na visão do elenco não espera nada menos que o título brasileiro

O Fluminense tem vivido meses delicados. No fim do ano passado, teve que conviver com a eliminação para o Goiás na Copa do Brasil e com o traumático rebaixamento no Campeonato Brasileiro. As medidas nos tribunais serviram para impedir que o clube disputasse a Série B, mas não apagaram o vexame em campo e o sofrimento dos torcedores tricolores. Já em 2014, quando todos esperavam um papel melhor no Campeonato Carioca, o Tricolor sequer conseguiu se classificar para a decisão.

Diante deste cenário e do sofrimento recente dos torcedores, os jogadores têm consciência de que entrarão em dívida no Campeonato Brasileiro, que começa às 18h30 (de Brasília) deste sábado, quando o Fluminense recebe o Figueirense no Maracanã. Portanto, a ordem é dar uma boa resposta em campo.

Leia mais: Carlinhos projeta Fluminense ofensivo com Cristovão Borges

Gum, zagueiro do Fluminense: torcida em cima
Buda Mendes/Getty Images
Gum, zagueiro do Fluminense: torcida em cima

"Nós sabemos que a nossa responsabilidade neste Campeonato Brasileiro é muito grande", disse o zagueiro Gum. "E que a torcida espera que a gente brigue pela conquista do título e consiga uma vaga para voltar a disputar a Libertadores. O Fluminense é um time que tem condições de cumprir isso que se espera deles e vamos trabalhar muito para atender a esse desejo dos torcedores", garante.

O meia Wágner concorda. "Tenho convicção de que a torcida espera de nós apenas a conquista do título ou, pelo menos, uma vaga na Copa Libertadores. Hoje o Fluminense tem um grupo em condições de brigar por esses objetivos, mesmo a gente sabendo que as competições que ainda faltam na temporada são muito complicadas. Mas existe um clima de muito otimismo", fala o jogador.

Na visão do lateral direito Bruno, o clima no clube é o melhor dos últimos meses por conta da goleada de 5 a 0 sobre o Horizonte-CE, na quinta-feira passada, que deu ao Fluminense a classificação para a segunda fase da Copa do Brasil.

"Estamos confiantes de que vamos conseguir fazer no Campeonato Brasileiro o que se espera de nós. A goleada sobre o Horizonte mostrou que esse grupo voltou a encontrar seu melhor tempo e agora tem tudo para pegar embalo. Sabemos que o Brasileirão, como a própria Copa do Brasil, são competições complicadas, mas precisamos fazer aquilo que a torcida deseja" disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.