Abel Braga amenizou a rusga em sua coletiva após o trabalho: "vocês podem ver que eu não tive reação na hora, até sorri"

Willians, volante do Inter
Facebook/SC Internacional
Willians, volante do Inter

O clima de tranquilidade que vive o Internacional desde a vitória no Gre-Nal do último dia 30 sofreu um hiato de irritação na manhã desta sexta-feira. Durante o treino em campo reduzido comandado pelo técnico Abel Braga no CT do Parque Gigante, o lateral Fabrício e o volante Willians discutiram de forma ríspida. Fabrício teve de ser contido pelos colegas para não partir para as vias de fato.

Tudo começou quando Fabrício deu um chute para longe na bola durante a atividade. Willians, que era do mesmo time do lateral na atividade, não gostou da jogada do companheiro, questionando se ele precisava dar aquele chutão. Fabrício se irritou e foi para cima do centromédio, mas Índio e D’Alessandro impediram que ele partisse para a agressão.

O técnico Abel Braga amenizou a rusga em sua coletiva após o treinamento: "vocês podem ver que eu não tive reação na hora, até sorri. São sempre os mesmos. Disseram que eles trocaram tapas. Tapa pode, soco não", disse o treinador. "No último Gre-Nal também tivemos uma discussão muito forte no vestiário, no intervalo do jogo. A adrenalina está lá em cima", revelou Abelão.

O Internacional tentará o tetracampeonato gaúcho com Dida; Gilberto, Paulão, Juan e Fabrício; Willians, Aránguiz, Alex, D’Alessandro e Alan Patrick; Rafael Moura. O clássico ocorrerá no Estádio Centenário, em Caxias do Sul, às 16h deste domingo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.