"Nosso time está no limite fisicamente", disse o defensor brasileiro após a vitória diante do Barcelona

Miranda em ação pelo Atlético de Madri contra o Barcelona
Getty Images
Miranda em ação pelo Atlético de Madri contra o Barcelona

Titular da zaga do Atlético de Madri ao lado do uruguaio Godín, o brasileiro Miranda exaltou a entrega da equipe após a vitória por 1 a 0 sobre o Barcelona , nesta quarta-feira, no Vicente Calderón, pelas quartas de final da Liga dos Campeões. O resultado levou o Atlético à semifinal, fase que o time não disputava desde 1975.

"Nosso time está no limite fisicamente. Mas sabemos que, para ser um vencedor, temos que nos superar ao máximo", disse Miranda em entrevista à ESPN Brasil .

O apoio da torcida e o trabalho do técnico Diego Simeone também foram apontados pelo defensor como preponderantes para o sucesso do Atlético de Madri nesta temporada.

"Taticamente, eles (Simeone e Burgos, auxiliar técnico) mudaram nossa mentalidade. Eles cobram muita técnica do jogador, dizem que o atleta tem que correr e lutar dentro de campo. Ele (Simeone) passou pelo futebol italiano, que é quase perfeito taticamente. É um cara que se preparou bastante", afirmou.

Sobre uma improvável mas ainda possível convocação para disputar a Copa do Mundo, o zagueiro desconversou. "Hoje, procuro fazer um grande trabalho no Atlético de Madri. Pensar em Seleção, só no momento em que for chamado. A Seleção tem grandes jogadores".


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.