Tamanho do texto

Atleta já havia sido afastado na época de Ney Franco, depois da desclassificação do time na Copa Libertadores do ano passado

Fabrício, volante do São Paulo
Site oficial
Fabrício, volante do São Paulo

O volante Fabrício demonstra não ter entendido mais um afastamento no São Paulo. Avisado de que a partir de agora terá de treinar em Cotia, longe do elenco profissional, o meio-campista lembrou que nem sequer vinha jogando durante a eliminação no Campeonato Paulista.

"Peço desculpas para o torcedor por ter sido eliminado, porque é assim que me sinto: eliminado ao perder outra competição. Mas, mais uma vez, eu paguei o preço, sendo que nem jogando estava", afirmou o volante, em entrevista à rádio Transamérica .

Fabrício já havia sido afastado na época de Ney Franco, depois da desclassificação do time na Copa Libertadores do ano passado, sendo reintegrado por Paulo Autuori. Na semana passada, o meio-campista se desentendeu com Maicon durante um treino, mas o caso foi minimizado publicamente.

Porém, nesta segunda-feira, o Tricolor anunciou que o volante e também o lateral esquerdo argentino Clemente Rodríguez não treinam mais com o elenco principal, sendo orientados a trabalhar em Cotia, onde ficam as categorias de base.

O técnico Muricy Ramalho não deu explicações sobre o assunto nesta terça. "Não tem nada a ver com os dois. Foi uma decisão da diretoria e da comissão técnica. Isso é o que foi resolvido. Não tem nada a ver com o time, não", desconversou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.