Tamanho do texto

"No fim do ano, eu vou parar mesmo. Não vou postergar", disse o goleiro e capitão do São Paulo, que está com 41 anos

O goleiro Rogério Ceni anunciou na tarde desta quinta-feira que encerrará sua carreira ao término de 2014. Depois de ter vivido uma indefinição no fim do ano passado, quando anunciou a renovação de seu contrato, o capitão tricolor avisou que não há mais possibilidade de prolongar a trajetória nos gramados.

Dirigente busca amistosos para São Paulo nos EUA durante a Copa

"No fim do ano, eu vou parar mesmo", afirmou o goleiro. Ceni deixou claro que não vai mais mudar de ideia em relação à aposentadoria. "Não vou postergar. Este é meu último ano, e não só do São Paulo, mas como atleta profissional de futebol".

Aos 41 anos, o goleiro explicou que está se sentindo bem nesta temporada, sabendo controlar as dores normais da profissão. O jogador, inclusive, vem recebendo elogios pelas atuações, apesar da eliminação precoce no Campeonato Paulista.

No decorrer do ano passado, Ceni também manifestou o desejo de parar, mas, em dezembro, acabou convencido a renovar e disputar a atual temporada pelo clube. Desta vez, o goleiro não deu margem para dúvidas, rechaçando qualquer possibilidade de prolongar ainda mais a carreira.

Ceni é atleta do São Paulo desde 7 de setembro de 1990, fazendo sua estreia apenas três anos depois. O capitão, maior goleiro-artilheiro da história do futebol, tornou-se o grande ídolo da torcida são-paulina. Atualmente, os reservas do goleiro no Tricolor são Denis e Renan Ribeiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.