Tamanho do texto

Com história no clube, o técnico foi jogador entre 1979 e 1983, sendo campeão do Campeonato Carioca em 1980

Substituto de Renato Gaúcho, demitido na última quarta-feira, Cristóvão Borges foi oficialmente apresentado nesta quinta como novo treinador do Fluminense. De seu modo sereno, o comandante, que já foi campeão carioca pelo Flu em seus tempos de jogador, disse estar motivado para mais um desafio no Rio de Janeiro e que não se sente pressionado com a curta duração do trabalho de seu antecessor.

E mais: Celso Barros contesta saída de Renato e evidencia racha entre Flu e Unimed

"O desafio é grande, mas é compatível com o tamanho e a qualidade do Fluminense. O clube tem tradição, força e camisa para corresponder. O histórico não me pressiona em nada, olho para frente. Acredito muito no que vamos realizar aqui. Espero que meu trabalho se encaixe bem, que dê certo e que decolemos juntos", declarou.

Cristóvão Borges, novo técnico do Fluminense
Fernando Cazaes/Photocamera
Cristóvão Borges, novo técnico do Fluminense

Com história no clube, o técnico foi jogador do Fluminense entre 1979 e 1983, sendo campeão do Carioca em 1980. "Aqui assinei meu primeiro contrato profissional. Foi uma grande escola, aprendi muita coisa. Foi uma carreira feliz e com momentos marcantes", destacou.

A despreocupação de Cristóvão também se estende ao ambiente vivido no clube atualmente, com a discordância entre a diretoria e o patrocinador, que pediu a manutenção de Renato Gaúcho. "Isso não me preocupa. Vamos somar forças. O desejo de todos é ver o Fluminense bem. Não tem problema algum", afirmou.

O novo técnico tricolor também foi questionado sobre Fred, principal nome do time. Cristóvão elogiou o atacante e ainda se mostrou favorável a uma dupla de ataque formada pelo camisa 9 e o "novato" Walter.

"Se Felipão precisa de Fred, imagina eu? É artilheiro do Fluminense, da Copa das Confederações. Costuma fazer gols decisivos. Quero vê-lo marcando gols. Quanto à dupla, pode sim. Mas ainda irei observar o que a equipe precisa no momento. Vamos ver", adiantou o treinador.

Cristóvão também avisou que sua prioridade neste momento é reverter a desvantagem do Fluminense na Copa do Brasil e classificar o clube para a próxima fase. No jogo de ida contra o Horizonte, os cariocas foram derrotados por 3 a 1.

"A primeira tarefa é o Horizonte. Isso já é uma preparação para o Brasileiro. Temos de passar, porque o Fluminense entra para ser campeão. Ainda precisamos tirar essa vantagem, mas é uma equipe de ponta, com muito investimento. Tem compromisso com a vitória e o título.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.