"Vamos tomar essa derrota como lição. O grupo é maduro e vai saber lidar com isso", enfatizou o técnico do Grêmio

Neste domingo, o Grêmio sofreu sua derrota de número 150 para o Internacional . Desta vez pelo placar de 2 a 1, na sua própria Arena. Após o embate, o técnico Enderson Moreira analisou a atuação de seus comandados, mas rapidamente fez questão de "virar a chave" e discorrer sobre o compromisso de quarta-feira, diante do Atlético Nacional-COL, em Medellín, válido pela Copa Libertadores da América.

Enderson Moreira, técnico do Grêmio
Flickr oficial do Grêmio
Enderson Moreira, técnico do Grêmio

"As coisas não funcionaram para nós. Precisamos crescer neste momento, pois o grupo vem se dedicando muito e os atletas são cumpridores de nossas determinações. O que ocorreu hoje aqui pode se repetir futuramente, é normal. O Internacional é uma grande equipe e, além disso, nós oscilamos bastante. No primeiro tempo, se empregássemos uma vantagem de dois ou três gols seria normal. Mas não dá pra culpar apenas um setor. Quando o time ganha, ganham todos", expressou o treinador.

Adiante, Enderson comentou as substituições que realizou no segundo tempo, para que as dinâmicas ofensivas da equipe fossem otimizadas na Arena: "Alteração boa é aquela que ganha o jogo. Infelizmente, isso não aconteceu. Dudu, Luan e Riveros são jogadores que apresentam uma queda de força e intensidade durante o jogo e começamos a perder bolas por causa disto. Assim, promovi a entrada do Alan Ruíz, com a intenção de reter a bola na frente. Porém, também era importante fazer a transição em velocidade, com alguém que se aproximasse mais do Barcos. Atingimos isso, também com a entrada do Maxi Rodríguez, mas não tivemos a força necessária para buscar o triunfo", explicou.

Porém, o técnico manifestou sua preocupação com o embate de quarta-feira, importante para as pretensões gremistas na competição internacional: "Temos que virar a chave e pensar no duelo em Medellín. Vamos tomar essa derrota como lição. O grupo é maduro e vai saber lidar com isso", enfatizou.

O embate contra o Atlético Nacional-COL, válido pela penúltima rodada do Grupo 6, ocorre nesta quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), no estádio Atanasio Girardot, em Medellín. O líder da chave tricolor é o Newell’s Old Boys-ARG, com oito pontos, superior ao Grêmio nos critérios de desempate.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.