"Cometemos erros que não dá pra acreditar. É coisa de louco", expressou", disse o zagueiro Rhodolfo

O Grêmio iniciou a simbólica edição 400 do maior clássico futebolístico do Sul brasileiro com vantagem, após cabeçada certeira de Barcos, que completou um cruzamento preciso de Pará, aos 14 minutos da etapa inicial. Porém, no segundo tempo, o panorama foi revertido. Com dois tentos de Rafael Moura, o Internacional consolidou a virada na Arena e levou uma importante vantagem para o compromisso de volta, no dia 13 de abril, ainda sem estádio confirmado.

Rhodolfo em ação no Gre-Nal
Flickr oficial do Grêmio
Rhodolfo em ação no Gre-Nal

Após o revés, o zagueiro tricolor Rhodolfo lamentou a queda de rendimento da equipe mandante no segundo tempo: "Nós estávamos tranquilos no jogo, depois do primeiro gol marcado pelo Barcos, mas vacilamos no decorrer do segundo tempo. Cometemos erros que não dá pra acreditar. É coisa de louco", expressou.

Por sua vez, o goleiro Marcelo Grohe disse que o resultado negativo não refletirá na atuação do clube na Copa Libertadores da América: "Cada jogo é um jogo. Nosso pensamento na competição internacional segue o mesmo. A motivação não se altera. Tomaremos essa derrota como lição. Porém, não tem nada definido. O título gaúcho está em aberto. Em 2011, ganhamos lá no Beira-Rio e poderemos repetir o feito", sintetizou.

Deixando o Gre-Nal de lado, o Tricolor terá que reunir forças para enfrentar o Atlético Nacional-COL, na Libertadores. O embate, válido pela penúltima rodada do Grupo 6, ocorre nesta quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), no estádio Atanasio Girardot, em Medellín-COL.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.