Jogando no Couto Pereira, os donos da casa não saíram do empate em 1 a 1. Outro finalista sairá de Atlético-PR e Londrina

Acabou o sonho do penta para o Coritiba no Campeonato Paranaense. Precisando da vitória para reverter a vantagem do Maringá construída no jogo de ida das semifinais, o Coxa não passou de um empate em 1 a 1 no Estádio Couto Pereira, ficando de fora da grande decisão. Agora o time do interior espera o adversário do duelo entre Atlético Paranaense e Londrina.

Coritiba apenas empatou com o Maringá e está fora da decisão do Paraense
CLEBER YAMAGUCHI/Agência Eleven/Gazeta Press
Coritiba apenas empatou com o Maringá e está fora da decisão do Paraense

Mostrando o cartão de visitas, Alex arriscou o primeiro chute logo aos dois minutos, por cima da meta. Aos três minutos, Carlinhos fez o levantamento e Alex testou para fora, com perigo. Na resposta, lançamento para Barcos, que não teve o domínio na área. A partida era corrida e aberta. Aos oito minutos, Alex matou no peito dentro da área e chutou cruzado, pela linha de fundo.

O Maringá tinha dificuldade para entrar na defesa alviverde e arriscou de longe, aos 13 minutos, com Reginaldo, que errou o alvo. Serginho Paulista também tentou, aos 18 minutos, e mandou direto para fora. Alex voltou a aparecer aos 28 minutos, em cobrança de falta perfeita, no ângulo, que Ednaldo foi buscar para ceder escanteio.

O Coritiba tinha o domínio do jogo, mas o cronômetro jogava contra. Aos 32 minutos, Max recebeu no bico da área e arriscou o chute para defesa tranquila de Vanderlei. O Coxa fuzilava por todos os lados. Aos 36 minutos, Roni mandou um petardo e a bola passou raspando a trave direita. A rede balançou, aos 39 minutos, em cabeçada de Chico, mas o árbitro marcou impedimento.

Para a segunda etapa, o Alviverde voltou sem Keirrison e Carlinhos para as entradas de Júlio César e Geraldo. A primeira chance criada saiu dos pés de Alex, que levantou na área para desvio da defesa contra o próprio patrimônio, para fora. Aos sete minutos, Fernandinho cobrou falta fechada na área e ninguém alcançou para completar. Ednaldo começava a se destacar. Aos nove minutos, Alex serviu Robinho, que chutou forte pra grande intervenção do goleiro.

Maringá teve a chance de matar o jogo aos 11 minutos, com Barcos, que cortou a defesa dentro da área e, no arremate, não contava com uma recuperação espetacular de Chico. Com o Coxa no ataque, os espaços apareceram. Até que, aos 14 minutos, cruzamento na área alviverde e o artilheiro Cristiano apareceu para testar para o fundo das redes e abrir o placar.

Com a situação do Coritiba muito complicada, as primeiras vaias começaram a estourar na arquibancadas. Aos 21 minutos, Victor Ferraz, dentro da área, mandou o petardo para um milagre de Ednaldo. Mas, aos 24 minutos, Luccas Claro subiu na área para testar firme e deixar tudo igual. O gol animou o time da casa, que segui aparando em Ednaldo, que fez mais uma grande defesa aos 34 minutos. Os nervos afloraram e o clima ficou tenso entre os atletas. A expulsão de Gil, aos 39 minutos, jogou água fria na reação.

Quadrangular do rebaixamento derruba o Cianorte - A luta contra o rebaixamento teve mais duas partidas, abrindo o segundo turno, e já fez sua primeira vítima. O Cianorte não conseguiu somar nenhum ponto e perdeu a quarta seguida, agora diante do Operário, por 2 a 1, no Estádio Albino Turbay. Enquanto isso, o Toledo ficou no empate com o Arapongas por 2 a 2, no Estádio 14 de Dezembro, deixando os times com sete pontos na classificação, dois a menos do que o líder Fantasma.

FICHA TÉCNICA
CORITIBA 1 X 1 MARINGÁ

Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR)
Data : 30 de março de 2014, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques
Assistentes: Moisés Aparecido do Souza e Pedro Martinelli Christino
Cartões amarelos : Gil, Diogo, Luccas Claro e Dudu (Coritiba); Zé Leandro (Maringá)
Cartão vermelho: Gil (Coritiba)
Gols: CORITIBA: Luccas Claro, aos 24 minutos do segundo tempo
MARINGÁ: Cristiano, aos 14 minutos do segundo tempo

CORITIBA : Vanderlei; Victor Ferraz, Luccas Claro, Chico e Diogo; Gil, Robinho (Dudu), Carlinhos (Júlio César) e Alex; Roni e Keirrison (Geraldo).
Técnico : Dado Cavalcanti

MARINGÁ: Ednaldo; Reginaldo, Juninho, Fabiano e Fernandinho (Diego); Zé Leandro, Serginho Paulista (Baiano), Léo Maringá e Max; Cristiano (Fabio Martins) e Gabriel Barcos.
Técnico: Claudemir Sturion

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.