Rubro-negros triunfaram por 3 a 1 no Maracanã e aguardam Fluminense ou Vasco na final do Estadual do Rio

O Flamengo não teve problemas em confirmar a classificação para a final do Campeonato Carioca ao vencer por 3 a 1 a Cabofriense, neste sábado, no Maracanã. Os rubro-negros aproveitaram a vantagem conquistada na partida de ida e entraram em campo buscando ritmo de jogo para o duelo do meio de semana, contra o Emelec-EQU, pela Libertadores.

O Fla dominou a partida e não teve dificuldade em construir o placar. No primeiro tempo, abriu vantagem com dois gols do argentino Lucas Mugni. Na etapa final, João Paulo fez o terceiro. A Cabofriense marcou o seu de honra com Eberson.

Lucas Mugni comemora com Hernane seu primeiro gol diante da Cabofriense
Alexandre Loureiro/Inovafoto/Gazeta Press
Lucas Mugni comemora com Hernane seu primeiro gol diante da Cabofriense

Agora, os flamenguistas esperam seu adversário na final do Campeonato Carioca que sai da semifinal entre Fluminense e Vasco, que se enfrentam neste domingo. Os tricolores jogam pelo empate. Os cruz-maltinos necessitam da vitória para chegar à decisão.

A Cabofriense começou a partida tentando pressionar os rubro-negros. Logo com um minuto, o volante Jardel arriscou de longe e obrigou o goleiro Felipe a fazer grande defesa. No entanto, na primeira chance, o Flamengo abriu o placar no Maracanã, aos oito minutos. Lucas Mugni roubou bola na intermediária e chutou da entrada da área. A bola bateu na zaga e encobriu o goleiro Cetin, indo para a rede.

O revés acabou com o pouco de motivação da Cabofriense, que passou a ver o Flamengo tomar conta do jogo. Os rubro-negros não demoraram muito para fazer o segundo gol. Aos 18 minutos, Lucas Mugni aproveitou cruzamento na área e falha na saída de Cetin para cabecear para a rede.

Com a vantagem no placar, os flamenguistas diminuíram o ritmo e permitiram a Cabofriense equilibrar as ações. A equipe da região dos Lagos tentava buscar o ataque, mas pouco incomodava o goleiro Felipe. Os rubro-negros trocavam passes e também paravam na marcação adversária.

Na parte final da etapa inicial, a torcida do Flamengo ficou preocupada quando o atacante Hernane foi substituído por Alecsandro após sofrer uma pancada nas costas. Dentro de campo, o panorama do jogo não mudou e os rubro-negros foram para o intervalo com boa vantagem no placar.

No segundo tempo, o Flamengo voltou com mais disposição e desperdiçou duas chances com Gabriel. No entanto, aos 19 minutos, os rubro-negros chegaram ao terceiro gol. João Paulo tabelou com Alecsandro, recebeu na área e chutou cruzado sem chance para Cetin.

Mesmo após o gol, os flamenguistas seguiram melhores e quase marcaram o quarto aos 25 minutos. João Paulo arriscou de fora da área e acertou o travessão. A resposta da Cabofriense veio com gol quatro minutos depois. Eberson foi lançado na área, levou a melhor sobre a marcação e chutou cruzado para a rede.

Na parte final do jogo, as duas equipes passaram a buscar o ataque com mais intensidade. Com a classificação garantida, o Flamengo deu espaço para os avanços da Cabofriense, mas assustava mais o goleiro Cetin quando chegava próximo ao gol. Assim, o placar ficou inalterado até o apito final.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 3 X 1 CABOFRIENSE

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 29 de março de 2014 (Sábado)
Horário: 18h30(de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia (RJ) e Wendel de Paiva Gouvêa (RJ)
Cartões amarelos: Pará (Cabofriense)

GOLS:
FLAMENGO: Lucas Mugni, aos 8 e 18min do primeiro tempo; João Paulo, aos 19min do segundo tempo
CABOFRIENSE: Eberson, aos 29min do segundo tempo

FLAMENGO: Felipe, Recife, Wallace, Samir e João Paulo; Amaral, Muralha, Gabriel e Lucas Mugni (Márcio Araújo); Paulinho (Nixon) e Hernane (Alecsandro)
Técnico: Jayme de Almeida

CABOFRIENSE: Cetin, Rodrigo Dias (Arthur), Luizão, Daniel Tijolo e Leandro; Jardel, Pará (Filipi), Silvano e Eberson e Keninha (Anderson); Fabricio Carvalho
Técnico: Alexandre Barroso

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.