Tamanho do texto

Para o treinador, o mais importante é manter o mesmo espírito de luta demonstrado nesta quarta-feira contra o Vasco

Renato Gaúcho, técnico do Fluminense
Nelson Perez/Fluminense FC
Renato Gaúcho, técnico do Fluminense

Se o Flamengo praticamente garantiu sua vaga ao vencer a Cabofriense por 3 a 0 no primeiro jogo das semifinais, Vasco e Fluminense estiveram longe de deixar o outro lado da chave perto de uma decisão. Nesta quinta-feira, em uma vazio Maracanã, com menos de 10 mil pessoas, as duas equipes empataram em 1 a 1 , deixando a vaga em aberto para o segundo jogo. Com melhor campanha na primeira fase, o Tricolor tem a vantagem de um novo empate, mas isso não é levado em conta nas Laranjeiras.

Deixe seu recado e comente com outros leitores

De acordo com Renato Gaúcho, os seus comandados devem valorizar esta vantagem pelo empate apenas no momento certo, já que é cedo para pensar em regulamento, antes mesmo do apito inicial. Para o treinador, o mais importante é manter o mesmo espírito de luta demonstrado nesta quarta-feira.

Leia mais: Vasco e Fluminense ficam no empate e adiam definição para o final de semana

“Acima de tudo minha equipe teve atitude o tempo todo. Isso é muito importante, principalmente numa semifinal. Domingo não será diferente, todo mundo vai brigar por ela. Vão ver um jogo bem mais pegado. Vale muito. Além do clássico, a vaga na final”, destacou Renato Gaúcho.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Carioca

Ao projetar o segundo duelo entre as duas equipes, o treinador não pensou em um jogo menos truncado. Para Renato Gaúcho, Fluminense e Vasco devem fortalecer a marcação para não dar espaço ao adversário. O comandante ainda acredita que o seu adversário terá uma postura mais ofensiva, pela necessidade do resultado, o que pode ser explorado pelo Tricolor.

“A forte marcação vai acontecer. A gente sabe que no domingo o Vasco vai se expor. Não entramos com o regulamento embaixo do braço. Ou não teria entrado com esse time ofensivo. A vantagem tem que entrar na hora certa. A gente precisa jogar com a mesma vantagem de hoje e com inteligência”, disse Renato Gaúcho, que voltará a comandar o Fluminense neste domingo, às 16 horas (de Brasília), no Maracanã.

Técnico reclama da arbitragem

Renato Gaúcho ainda comentou a arbitragem do clássico da noite desta quinta-feira e não pareceu estar satifeito. Ele reclamou das punições após faltas sofridas por jogadores do Vasco e do Fluminense e afirmou. Assista ao vídeo:


Veja como foi a partida no Maracanã:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.