Tamanho do texto

Na próxima rodada, o time brasileiro vai subir a montanha para encarar o The Strongest, no Estádio Rafael Castellón, na Bolívia

As comemorações pelos 90 anos de fundação do Atlético Paranaense tiveram um capítulo triste na Vila Capanema. Na disputa pela liderança no grupo 1 da Libertadores da América, o Rubro-Negro perdeu para o Vélez Sarsfield-ARG, por 3 a 1, e deixou a última rodada da primeira fase a definição da vaga para as oitavas. O duelo entre The Strongest-BOL e Universitário-PER, nesta quinta-feira, dará as coordenadas para o Furacão saber o tamanho de prejuízo.

Confira as classificações dos grupos e os jogos da Libertadores

Sem tomar conhecimento da festa atleticana, os visitantes abriram o placar aos sete minutos, com Allione, que recebeu lançamento por de trás da defesa e tocou cruzado para o fundo das redes. Depois do intervalo, Dráusio, aos oito minutos, de cabeça, aproveitando cobrança de falta de Mirabaje, deixou tudo igual. Aos 14 minutos, com um chute cruzado, Pratto fez o segundo para os argentinos. Canteros, nos acréscimos, ainda fez mais um.

Bruno Mendes e Sebá Dominguez correm atrás da bola em Curitiba
Giuliano Gomes/Getty Images
Bruno Mendes e Sebá Dominguez correm atrás da bola em Curitiba

Na próxima rodada, o Atlético Paranaense vai subir a montanha para encarar o The Strongest, no Estádio Rafael Castellón, na Bolívia. Já o Vélez Sarsfield, líder isolado, encara o Universitario, no Estádio José Amalfitani, em Buenos Aires.

O jogo
Tentando impor seu ritmo, o Furacão chegou ao ataque logo aos 30 segundos, com Douglas Coutinho testando para o meio da área e a defesa tirando para escanteio. Após a cobrança, confusão na área e Tobio tirou em cima da linha. A resposta veio com Pratto, aos cinco minutos, com um chute venenoso que Weverton, quase se enrolando com a bola, precisou ceder escanteio. Mas, aos sete minutos, Allione, com liberdade, recebeu lançamento, avançou e bateu cruzado para o fundo das redes.

O Furacão buscava as jogadas pela lateral para penetrar na defesa argentina. Aos 12 minutos, Natanael cruzou fechado e ninguém apareceu, deixando a bola se perder pela linha de fundo. Após vacilo de Mirabaje, aos 14 minutos, Correa se livrou da marcação e chutou direto pela linha de fundo. Aos 20 minutos, Mirabaje pegou sobra de bola na entrada da área e bateu para defesa de Sosa.

Cobrança de falta na entrada da área para o Vélez, aos 26 minutos, e Correa cobrou com muito perigo, assustando Weverton. Sosa se enrolou com recuo de bola, aos 28 minutos, Ederson roubou e serviu Bruno Mendes que, sem goleiro, conseguiu chutar na trave. Inacreditável! Lesionado, Manoel deixou o campo a para a entrada de Dráusio. Natanael roubou bola, aos 36 minutos, e levantou para Bruno Mendes, que chegou atrasado e só raspou na bola. Pratto deu o troco aos 40 minutos, fazendo fila na defesa e chutando para defesa de Weverton.

Para o segundo tempo, o Rubro-Negro voltou com Marcelo no lugar de Bruno Mendes. Em sua a primeira participação, o atacante tentou o cruzamento rasteiro e a defesa argentina afastou. Aos dois minutos, Natanael roubou a bola e disparou em velocidade, servindo para Marcelo ajeitar e chutar para defesa de Sosa. Pressão total do Furacão. Um minuto depois, Ederson dominou e soltou o petardo, à direita do gol.

Reclamando muito no banco, Frán Mérida recebeu cartão vermelho. Porém, aos oito minutos, Mirabaje cobrou falta e Dráusio subiu no meio da defesa para cabecear para o fundo das redes e empatar. Um minuto depois, bola para Marcelo que, de frente para o gol, parou em Sosa. O Atlético era outro time depois do intervalo. A festa durou até os 14 minutos, quando Pratto recebeu na área e chutou cruzado para fazer o segundo.

O técnico Miguel Ángel apostou mais uma vez na entrada de Felipe no lugar de Mirabaje. Aos 22 minutos, Pratto recebeu no meio da marcação e soltou o petardo, raspando o ângulo direito. Mais um lance inacreditável aos 28 minutos. Coutinho chutou, Sosa fez linda defesa e,no rebote, o jovem atacante fuzilou na trave. O Atlético lutava, mas a bola insistia em não entrar. Aos 39 minutos, bola para Marcelo na pequena área e Sosa deixou a meta para interceptar. Aos 44 minutos, Papa foi expulso. Porém quem marcou foi Canteros, nos acréscimos.

FICHA TÉCNICA:
ATLÉTICO-PR 1 X 3 VÉLEZ SARSFIELD-ARG

Local : Estádio Durival Britto e Silva, em Curitiba
Data : 26 de março de 2014, quarta-feira
Horário : 22 horas (de Brasília)
Árbitro : Wilmar Roldan (Fifa-COL)
Assistentes : Eduardo Diaz e Alexander Guzman (ambos Fifa-COL)

Cartões amarelos : João Paulo e Ederson (Atlético-PR); Sosa (Vélez Sarsfield)
Cartões vermelhos : Frán Mérida (Atlético) e Emiliano Papa (Velez Sarsfield)

GOLS :
ATLÉTICO-PR: Dráusio, aos 08 minutos do segundo tempo
VÉLEZ SARSFIELD-ARG: Agustín Allione, aos 7 minutos do primeiro tempo e Lucas Pratto, aos 14 minutos e Canteros, aos 48 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-PR : Weverton; Sueliton, Manoel (Dráusio), Cleberson e Natanael; João Paulo, Paulinho Dias e Matías Mirabaje (Felipe); Ederson, Douglas Coutinho e Bruno Mendes (Marcelo).
Técnico : Miguel Ángel Portugal

VÉLEZ SARSFIELD-ARG : Sebastián Sosa; Fabián Cubero, Sebastián Domínguez, Fernando Tovio, Emiliano Papa; Agustín Allione, Lucas Romero, Leandro Desábato, Ariel Cabral (Héctor Canteros); Lucas Pratto (Roberto Nanni) e Jorge Correa (Facundo Cardozo)
Técnico : José Flores

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.