Atacante entrou em campo no segundo tempo e marcou o terceiro gol do Flamengo em seu primeiro toque na bola

Alecsandro fez o terceiro do Fla contra a Cabofriense
Alexandre Vidal/Fla Imagem
Alecsandro fez o terceiro do Fla contra a Cabofriense

Campeão da Taça Guanabara, o Flamengo deu um importante passo para também chegar à decisão da Taça Rio. Nesta quarta-feira, o time encarou a Cabofriense no Maracanã pelo primeiro jogo das semifinais e não decepcionou o torcedor. Com facilidade, fez 3 a 0, ficando muito perto da final. Entre as atuações de destaque, Alecsandro deixou novamente a sua marca, logo depois de deixar o banco de reservas.

O atacante entrou em campo já no segundo tempo e marcou o terceiro gol do Flamengo em seu primeiro toque na bola. Após a cobrança de escanteio de Paulinho, o atacante se antecipou aos zagueiros e desviou para o fundo das redes ainda na primeira trave. Na saída de campo, não escondeu a felicidade.

"Estou feliz. Acho que tudo isso é trabalho, pois venho trabalhando bastante. Independente do que aconteça, ou quantos minutos você esteja em campo, tem que estar sempre preparado. Aquilo não é sorte, é treinado. Tenho que dar parabéns ao Paulinho, porque ninguém faz gol sozinho, e ele fez um belo cruzamento", ressaltou Alecsandro, após mais uma bela atuação.

Com o gol marcado nesta quarta-feira, Alecsandro chegou à artilharia do Campeonato Carioca, dividindo com o vascaíno Edmílson - os dois têm dez gols marcados. Reserva do Flamengo, o atacante aproveitou a ocasião para destacar o trabalho feito pelo grupo. De acordo com o jogador, o lance desta quarta só foi possível por causa das observações feitas no banco de reservas.

"Tudo na vida você tem que tirar o lado positivo. Eu venho compartilhando o banco de reservas com jogadores experientes, como o Chicão, por exemplo, e a gente fica estudando o jogo do lado de fora. Eu já tinha visto essa falha de marcação ali no escanteio. Isso não é por acaso", concluiu o atacante.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.