Tamanho do texto

Manchester City chegou a 66 pontos e está a três do líder Chelse,a que disputou duas partidas a mais

Nesta quarta-feira, foi disputado o clássico de Manchester, em partida atrasada da 28ª rodada do Campeonato Inglês. Atuando em Old Trafford, o Manchester City não se intimidou e triunfou sobre o Manchester United  pelo placar de 3 a 0. O destaque da vitória visitante foi o centroavante bósnio Dzeko, autor dos dois tentos. A outra rede foi balançada pelo volante marfinense Yaya Touré.

Com o resultado, os comandados de Manuel Pellegrini chegam aos 66 pontos e seguem na vice-liderança, em perseguição ao Chelsea. O clube londrino, com 31 jogos disputados (contra 29 dos citizens), soma 69. Já a equipe de David Moyes aparece no sétimo posto, com 51.

Classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Inglês

Dzeko e Nasri comemoram gol do bósnio pelo Manchester City sobre o Manchester United
AP
Dzeko e Nasri comemoram gol do bósnio pelo Manchester City sobre o Manchester United

O jogo

Com menos de um minuto de jogo, o Manchester City inaugurou o placar em Old Trafford. Após receber na área, Nasri se livrou dos marcadores e carimbou a trave direita de De Gea. No rebote, lá estava o oportunista centroavante Dzeko, que balançou as redes dos Red Devils.

Com bom volume de passes, o City envolvia o United em seu campo de defesa. O clube da casa tentava incomodar em contragolpes, mas parava em boas intervenções do setor defensivo. Principalmente por parte de Demichelis e Clichy.

Aos oito minutos, Ferdinand escorregou na lateral direita, mas conseguiu conectar um passe para Carrick. Porém, o meia errou o passe e presenteou David Silva. O meia espanhol arrancou, invadiu a área, mas teve sua finalização prensada pela marcação. Com 17 jogados, foi a vez de De Gea impedir o segundo gol de Dzeko, espalmando a bola em seu canto esquerdo.

A primeira chance de perigo do Manchester United veio aos 23 minutos. Após cruzamento na área, Welbeck ajeitou de peito e viu Fellaini, com um chute alto, exigir boa defesa do seguro Hart, que segurou em apenas um tempo. Quando o relógio apontou 39, Juan Mata, aproveitando cruzamento de Rafael, finalizou por cima do gol adversário.

Da mesma maneira insinuante que começou a primeira etapa, o City veio para o tempo complementar. Com um toque rápido e envolvente, a equipe de Manuel Pellegrini criou sua primeira chance de gol aos oito minutos. Em cobrança de escanteio na ponta direita, Kompany desviou na primeira trave e viu Fernandinho, livre de marcação, cabecear rente ao travessão de De Gea.

Porém, com dez jogados, a defesa mandante não conseguiu evitar o segundo gol dos citizens. Aproveitando escanteio cobrado na ponta direita, Dzeko se antecipou à marcação e, de pé direito, escorou a bola com categoria e precisão, no ângulo esquerdo do arqueiro espanhol.

Em desvantagem, os comandados de David Moyes se lançaram ao ataque e criaram boas chances. Aos 24 minutos, Welbeck, acionado na área, se livrou da marcação e finalizou rasteiro, mas viu Joe Hart cair no canto direito e segurar. Dois minutos mais tarde, o atacante aproveitou um cruzamento de Rafael e emendou uma conclusão de letra, mas parou em grande defesa do arqueiro.

Aos 44 minutos, ainda houve tempo para o terceiro gol. Em escapada pela ponta direita, Milner tentou o cruzamento, mas carimbou Ferdinand. No rebote, Yaya Touré dominou e, com calma, mandou a bola no canto direito de Joe Hart!

Confira os demais resultados desta quarta-feira no Campeonato Inglês:

Arsenal 2 x 2 Swansea City
Newcastle 0 x 3 Everton

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.