Bruno Peres, David Braz, Alison, Alan Santos e Rildo tiveram a oportunidade de atuarem desde o início pelo Santos no clássico

Oswaldo de Oliveira, técnico do Santos
Ricardo Saibun/ Gazeta Press
Oswaldo de Oliveira, técnico do Santos

Mesmo com o jogo valendo a primeira colocação geral do Campeonato Paulista, o Santos escolheu poupar alguns titulares contra o Palmeiras. Deu certo. O time venceu na Vila Belmiro por 2 a 1 e terminou a fase de classificação com a melhor campanha. Após a partida, o técnico Oswaldo de Oliveira elogiou bastante Bruno Peres, David Braz, Alison, Alan Santos e Rildo, reservas que tiveram a oportunidade de atuar desde o início. 

"Os cinco que jogaram se comportaram como titulares também. Demonstra a consciência do time. Hoje foi preciso alternar porque alguns não estavam 100% e o tempo de recuperação é mínimo até as quartas de final. Fico feliz com a vitória sobre o Palmeiras porque nos dá mais alguns jogadores titulares", celebrou o técnico.

Apesar do grande desempenho na primeira fase, Oswaldo ainda não vê um time pronto para disputar outras competições, mas prefere adiar a conversa quando o assunto é contratações.

"Precisamos desenvolver o trabalho. Não estamos com um time pronto porque temos meninos em fase de afirmação. A maioria dos nossos jogadores acaba de subir. Quando terminarmos o Paulista, avaliaremos se vamos precisar de reforços ou não, mas o Brasileiro é diferente. É só jogo do nível do Palmeiras", completou o comandante.

O Santos encara o a Ponte Preta nas quartas de final. O duelo deve ocorrer nesta quarta-feira, a partir das 19h30 (de Brasília). A Federação Paulista de Futebol confirma os horários nesta segunda.

*Com Gazeta

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.