Tamanho do texto

"Não tem esse negócio de engolir. Ele deu explicações, e eu dei as minhas. Não aconteceu nada", afirmou o são-paulino

Muricy Ramalho, técnico do São Paulo
Rubens Chiri/São Paulo
Muricy Ramalho, técnico do São Paulo

O técnico Muricy Ramalho não quer mais saber da polêmica com o corintiano Mano Menezes por causa da última rodada do Campeonato Paulista. O São Paulo perdeu para o Ituano e o Corinthians empatou com o Penapolense. Com resultados, o time de Mano acabou eliminado do estadual. Depois das explicações do rival, que negou ter transferido sua responsabilidade para o São Paulo, o comandante tricolor preferiu encerrar a confusão.

Deixe seu recado e comente com outros leitores

"Está tudo bem, isso já passou. Futebol é assim, acontecem algumas coisas, mas bola para frente", afirmou o treinador, no início da tarde desta sexta-feira, no CT da Barra Funda. A polêmica começou no domingo, quando o São Paulo perdeu por 1 a 0 para o Ituano, em tarde chuvosa no Morumbi, atrapalhando o rival.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Paulista

Como também não venceu, em duelo contra o Penapolense, o Corinthians acabou eliminado nesta primeira fase do Paulistão. Depois do jogo, Romarinho afirmou que acreditava em uma armação são-paulina, enquanto Mano disse que aguardaria a resposta dos "deuses do futebol".

No entanto, Muricy não gostou das declarações dos rivais e rebateu na segunda-feira. Diante da repercussão, Mano se explicou na terça, negando que tenha transferido sua responsabilidade. Nesta sexta, o são-paulino se pronunciou pela primeira vez desde que as justificativas do rival foram apresentadas e não quis dizer se aceitou as explicações.

"Não tem esse negócio de engolir. Ele deu explicações, e eu dei as minhas. Não aconteceu nada", afirmou, antes de encerrar. "Foi um mal entendido, está tudo certo", completou, com o semblante fechado.

Time definido

Muricy Ramalho já sabe como vai armar o São Paulo para encarar o Botafogo-SP, na última rodada da 1ª fase do Paulista. Na atividade desta sexta, o treinador utilizou a mesma base testada na quarta-feira, mas com uma alteração.

Em vez de atuar com apenas um atacante, como chegou a avaliar no coletivo anterior, o técnico preferiu dar mais poder ofensivo, escalando Ewandro para formar a dupla com Ademilson. Assim, o meio-campista Boschilia, que treinou na equipe principal na quarta, ficou fora dos 11 nesta sexta. O treinador confirmou que a escalação usada nesta sexta será utilizada na partida em Ribeirão Preto.

"Fiz essa escolha porque temos uma decisão na quarta. Faremos um jogo com viagem, no calor, e é perigoso. Preferimos treinar bem esses jogadores (titulares), porque há muito tempo que eles não tinham chance de treinar a parte física. Vou dar oportunidade agora para os outros, senão os caras ficam aí o tempo todo sem serem acionados. É bom para avaliar o elenco", comentou o técnico.

Assim, Muricy escalou o time com Denis; Paulo Miranda, Lucas Silva e Edson Silva; Luis Ricardo, Wellington, João Schmidt, Lucas Evangelista e Reinaldo; Ewandro e Ademilson.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.