Cerca de 50 torcedores invadiram o escritório do programa de sócio torcedor e roubaram ingressos para o jogo contra o Santos, domingo, na Vila Belmiro

No segundo dia de venda dos ingressos para o jogo contra o Santos, domingo, cerca de 50 torcedores do Palmeiras causaram a suspensão da comercialização ao invadir a sede do Sócio Avanti - programa de sócio torcedor -, localizada na rua Padre Antônio Tomás. A informação foi divulgada pelo Lancenet!

Torcedores do Palmeiras invadem sede do Sócio Avanti, roubam e agridem funcionário
André Lucas Almeida/Futura Press
Torcedores do Palmeiras invadem sede do Sócio Avanti, roubam e agridem funcionário


De acordo com a publicação, por volta das 11h30, vândalos depredaram o escritório e roubaram dois pacotes, um contendo os ingressos para a partida e outro com o dinheiro arrecadado com a venda. Testemunhas que estavam no local relatam que funcionários foram agredidos por torcedores filiados a uma torcida organizada. Segundo a Polícia Militar, ninguém foi preso.

O Palmeiras ainda não se pronunciou publicamente sobre o acontecido, mas deve convocar uma coletiva de imprensa em breve.

Com o objetivo de organizar a venda dos 700 ingressos para o clássico de domingo, a diretoria do Palmeiras inovou e decidiu beneficiar o sócio torcedor. Os torcedores que mais foram aos jogos do time receberam por um email assegurando a elas a prioridade na compra e puderam adquiri-los na quarta-feira. Nesta quinta, a venda foi aberta para o restante dos sócios.

As rusgas entre a atual diretoria, chefiada por Paulo Nobre, e organizada (sobretudo a Mancha Verde) começou quando o presidente decidiu cortar as regalias da torcida, entre elas o fornecimento de bilhetes, em março do ano passado. Desde então, o cartola tem sido de alvo constantes críticas e perseguição.

O caso ainda está sendo investigado pela polícia e será registrado no 23 Distrito Policial, em Perdizes. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.