Na goleada do Santos sobre o Mogi Mirim por 5 a 2, no último dia 6, alguns torcedores ofenderam o volante Arouca

Arouca foi vítima de racismo na goleada do Santos sobre o Mogi Mirim
Ivan Storti/Divulgação SantosFC
Arouca foi vítima de racismo na goleada do Santos sobre o Mogi Mirim

O julgamento do Mogi Mirim, marcado para esta semana, foi adiado para a próxima segunda-feira para que "mais testemunhas possam ser ouvidas", informou a FPF (Federação Paulista de Futebol). O caso envolve o racismo sofrido pelo meio-campista Arouca, do Santos .

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

No jogo entre os dois times, no último dia 6 - o Peixe goleou por 5 a 2 -, o jogador acabou sendo ofendido por um grupo de torcedores no estádio Romildo Ferreira, no interior do estado. O episódio mobilizou entidades, clubes, imprensa e torcedores de todo o País.

Enquanto isto, o estádio do Mogi continua interditado pelo Supremo Tribunal de Justiça (STJD), com base no artigo 243-G: o de "praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou com deficiência".

Santos cria estampas contra o racismo
Agora, os torcedores do Santos também poderão vestir a campanha "Sou alvinegro com muito orgulho", feita contra o racismo sofrido pelo meio-campista Arouca, no último dia 6. As lojas oficiais do clube disponibilizaram a estampa para os uniformes do time nesta terça-feira.

Santos lançou estampa contra o racismo
DIVULGAÇÃO/SANTOS
Santos lançou estampa contra o racismo

A Vila do Santos - tanto a da capital quanto a do litoral - já tem as estampas, que são limitadas. A equipe usou a peça no último domingo, durante o empate com o Rio Claro, no interior paulista. O logo destaca a parte "negro" para "conscientizar contra qualquer tipo de preconceito dentro e fora do campo".

Na 12ª rodada do Campeonato Paulista, o Peixe goleou o Mogi Mirim por 5 a 2, mas, após o jogo, alguns torcedores locais ofenderam Arouca. O caso, que ainda será julgado pelo STJD, mobilizou entidades, clubes, imprensa e torcedores de todo o País.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.