Jogador foi flagrado em exame antidoping durante o Brasileiro da Série B do ano passado. Clube vai recorrer de decisão

O departamento jurídico do América-MG vai recorrer da decisão do STJD, que puniu o goleiro Glaycon por um ano de suspensão, por doping, durante o Campeonato Brasileiro da Série B do ano passado. O advogado Henrique Saliba deixou o tribunal indignado com a situação.

"Não concordamos de jeito nenhum com a decisão. Tem um erro grave de cerceamento de defesa do atleta. Vamos recorrer e pedir a nulidade do processo, para que ele volte a ser analisado em primeira instância", avisou o advogado.

O exame identificou traços das substâncias androstenediona e boldione na urina do atleta, proibidas pelo regulamento de controle de dopagem da CBF e pela Agência Mundial de Dopagem. O goleiro justificou o doping alegando que sua esposa usou pomadas contra estrias e alguns medicamentos contra infecção, substâncias que acabaram o infectando indiretamente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.