Atual campeão da Libertadores pode assegura vaga nas oitavas em caso de vitória contra os paraguaios, nesta quarta

Marcos Rocha, lateral do Atlético-MG
Yuri Edmundo/Gazeta Press
Marcos Rocha, lateral do Atlético-MG

O Atlético-MG vai encarar os paraguaios do Nacional, na próxima quarta-feira, no Independência, em uma vitória deixa o Galo muito perto da vaga nas oitavas de final da Libertadores. Os jogadores atleticanos, porém, não esperam um jogo fácil no Horto, e projetam um adversário bastante retrancado.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"Teremos dificuldades. Sabemos como o time deles joga. Mas jogando dentro da nossa casa, com nossa torcida, aumentam nossas chances de conseguirmos a vitória", disse o lateral Marcos Rocha, que espera marcação forte em cima das principais peças ofensivas do Atlético-MG.

Veja classificação, notícias, jogos e artilharia da Libertadores

"As equipes conhecem bem a nossa maneira de jogar. O Tardelli, o Ronaldinho, o Jô e o Fernandinho estão sendo bem marcados. Mas estamos tentando trilhar o que fizemos no ano passado. A gente tende a crescer com o apoio da torcida", declarou.

O atacante Fernandinho sabe que o Nacional vai jogar fechado no Independência, por isso, entende que a partida será difícil, com o Galo precisando de paciência para furar o bloqueio paraguaio. "Mais um jogo difícil. Não tem jogo fácil na Libertadores. Mas com o apoio da nossa torcida, as dificuldades devem ser menores em relação ao jogo de quarta-feira passada", comentou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.