Mano se preocupa com lesões do meia e tem cautela ao escalá-lo porque não quer um atleta que tenha que sair a todo instante

Renato Augusto, meia do Corinthians
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Renato Augusto, meia do Corinthians

Renato Augusto está sendo preparado para assumir um lugar (provavelmente o de Bruno Henrique) no meio-campo titular do Corinthians com a maior cautela possível. Três meses após a temporada começar, o técnico Mano Menezes ainda é receoso com as condições físicas do jogador.

Renato Augusto está pronto para ser titular do Corinthians? Comente com outros leitores

"Os técnicos gostam de ter uma base duradoura, e você não coloca nela um jogador que sai a todo o momento por conta de lesões", comentou Mano, que ainda não utilizou Renato Augusto por mais de um tempo de jogo.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Paulista

"Fizemos um planejamento para ele voltar com uma incidência menor de lesões. Quando esteve em campo, foi muito importante na temporada passada. Queremos essa qualidade à disposição da equipe. Só não podemos perder um jogador a todo o momento", repetiu o treinador.

Segundo Mano, após ser titular do Corinthians e disputar o primeiro tempo da derrota por 3 a 2 para o São Paulo, no domingo, Renato Augusto terá confiabilidade para finalmente jogar uma partida inteira. O técnico só não quer escalá-lo junto com o lateral esquerdo Fábio Santos , outro que merece cuidados especiais em função do longo período no estaleiro.

Com a "base duradoura" do Corinthians começando a se desenhar, quem já está nela se mostra ansioso pela chegada dos reforços. É o caso do meia Jadson, titular absoluto e destaque nas rodadas anteriores do Campeonato Paulista. "Vai ser muito bom ter o Renato Augusto no meio-campo. Ele é um grande jogador, assim como o Danilo. Acho importante contar com alguém para ajudar na armação", disse.

O sonho de Mano Menezes é fazer Renato Augusto inspirar a mesma segurança física de Jadson. "Depois de uma série longa de jogos, como teremos no Campeonato Brasileiro, posso retirá-lo. Sem grupo, a gente não vai a lugar algum. Mas estamos trabalhando para que, a partir do seu retorno total, o Renato Augusto seja tratado exatamente igual aos outros", concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.