Tamanho do texto

Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos não se cruzavam no torneio desde 2002. Primeiros jogos são nesta quarta-feira

Há 12 anos, em 2002, na última temporada antes da implantação dos pontos corridos no Campeonato Brasileiro, Corinthians , Palmeiras , São Paulo e Santos entraram na Copa do Brasil encarando a competição como prioridade no seu calendário do primeiro semestre. Em 2014, a história de repete depois de uma temporada frustrada com a consequente ausência dos quatro grandes da Libertadores. 

São Paulo e Palmeiras estreiam nesta quarta-feira contra CSA-AL e Vilhena-RO, respectivamente. Como visitantes, tentam eliminar a partida de volta com uma vitória por dois ou mais gols. O mesmo tentarão Corinthians e Santos. O time do Parque São Jorge estreia contra o Bahia de Feira de Santana no dia 19, e os santistas contra o Mixto-MT, em 2 de abril, em Cuiabá. 

Em 2013, o primeiro ano desde 2004 em que os times que disputam a Libertadores também jogaram a Copa do Brasil, o São Paulo foi a ausência entre os grandes paulistas por ter sido obrigado a defender seu título da Copa Sul-Americana no segundo semestre. Corinthians e Palmeiras entraram nas oitavas de final por terem jogado a Libertadores e o Santos iniciou o torneio desde a primeira fase. Em 2014 estão todos juntos desde o começo. Um encontro entre eles só pode acontecer a partir das oitavas de final, quando os confrontos serão apontados por sorteio. 

Fernando Prass acredita em boa campanha do Palmeiras na Copa do Brasil
Leandro Martins/Futura Press
Fernando Prass acredita em boa campanha do Palmeiras na Copa do Brasil

Palmeiras
Para tentar esquecer o fracasso do ano passado - quando foi eliminado pelo Atlético-PR já no primeiro mata-mata - o Palmeiras terá força máxima desde a estreia. O técnico Gilson Kleina poupou os titulares na última rodada do Paulistão para tê-los descansados para o primeiro duelo na competição nacional, às 19h30, em Vilhena.

"No ano passado, nós entramos já com o campeonato em andamento e pegamos adversários mais qualificados, era briga de cachorro grande. Este ano, nós vamos desde o início nas fases preliminares e a expectativa é boa. Hoje nós temos um grupo melhor, mais homogêneo, com mais qualidade e quantidade. Kleina não precisa improvisar, como era no ano passado", disse o goleiro Fernando Prass ao iG Esporte .

"O grupo está junto há um tempo, se qualificou e está com o mesmo treinador há dois anos. É claro que é uma competição muito difícil, porque são jogos eliminatórios, então um mau dia pode acarretar uma eliminação. Mas ao contrário também é verdade e você pode ficar a dois jogos do título", completou. Campeão em 2012, o Palmeiras busca o terceiro título de Copa do Brasil da sua história. 

Pato é a aposta do São Paulo na Copa do Brasil
Fernando Dantas/Gazeta Press
Pato é a aposta do São Paulo na Copa do Brasil

São Paulo
Único grande clube paulista que nunca venceu a Copa do Brasil, o São Paulo volta ao torneio depois da ausência forçada em 2013. A expectativa antes da primeira partida é pela estreia de Alexandre Pato. Depois de um ano de pouco sucesso no Corinthians, o atacante será titular em Maceió contra o CSA. Até o Brasileirão esta será a única competição em que poderá atuar.

"Treino é importante, mas é muito chato. Você priva o cara de fazer o que mais gosta. É por isso que o jogador quer sempre jogar, é o que ele mais gosta de fazer", disse o técnico Muricy Ramalho. Ele elogiou o desempenho do atacante nos treinos, o confirmou como titular, mas não avisou quem sai para ele entrar. A estreia do São Paulo será nesta quarta-feira às 22h (de Brasília).

Pato tem a Copa do Brasil para apagar a imagem negativa que deixou em um ano de Coritnhians justamente numa partida do torneio do ano passado. Nas quartas de final, contra o Grêmio, o atacante foi displicente na sua cobrança da disputa de pênaltis e minou a tolerância dentro do clube. 

Mano Menezes tenta segundo título de Copa do Brasil no Corinthians. Foi campeão em 2009
Marcos Bezerra/Futura Press
Mano Menezes tenta segundo título de Copa do Brasil no Corinthians. Foi campeão em 2009

Corinthians
A meta estabelecida por Mário Gobbi para Mano Menezes no seu retorno ao Corinthians foi clara: estar na Libertadores de 2015 é obrigação. A ausência no torneio deste ano pesou nos cofres do clube e a conta para o pagamento dos R$ 420 milhões emprestados ao BNDES para a construção do seu estádio precisa das receitas provenientes das bilheterias do torneio. 

O técnico conhece o caminho para vencer a competição. Foi campeão em 2009 com o Corinthians e não esconde que acredita numa boa campanha em 2014. Porém, as duas competições são diferentes (há cinco anos ela era mais curta) e por isso Mano pediu a contratação de um novo atacante. Paolo Guerrero está machucado e não atua mais pelo Campeonato Paulista . Com um torneio mais longo será preciso ter mais peças à disposição, avalia o comandante.

A estreia do Corinthians será no próximo dia 19, no Estádio Joia da Princesa, em Feira de Santana. Com Mano, o time paulista atuou no estádio pela última vez em 2008, contra o Bahia "original", pela Série B, e venceu por 3 a 0, placar que se repetido contra o Bahia "genérico" vai eliminar a partida de volta, em São Paulo. 

Leandro Damião: investimento alto e esperança de gols do Santos na Copa do Brasil
Ivan Storti/Divulgação Santos FC
Leandro Damião: investimento alto e esperança de gols do Santos na Copa do Brasil

Santos
Arrasador. Assim pode ser resumido o início do Santos na temporada de 2014. Com o investimento mais modesto em relação aos outros três clubes paulistas, o time da Vila Belmiro apostou na mescla de atletas experientes e garotos vindos da base para protagonizar o melhor ataque do país, com 35 gols.

Antes mesmo de negociar a saída do argentino Montillo para o Shandong Luneng, da China, o Santos concretizou a transferência mais cara do futebol brasileiro. No fim do ano passado, apesar de não ter desembolsado nada, a diretoria viabilizou a contratação do atacante Leandro Damião, que estava no Internacional. Para fechar o negócio, o clube contou com o fundo inglês Doyen Sports, que pagou R$ 42 milhões pelo jogador. 

Homem de confiança do técnico Oswaldo de Oliveira, Cícero foi mantido e compõe com maestria o setor ofensivo formado pelos jovens Gabriel e Geuvânio, além de Damião e Thiago Ribeiro. Os cinco somam 24 gols pelo Paulistão, o equivalente a 70% dos tentos marcados. Eles são a esperança de título alvinegro na competição, o último conquistado em 2010 ainda com Neymar. 

O Santos é o último grande paulista a estrear, mas será o único a atuar num estádio que será usado na Copa do Mundo na rodada inicial da competição. O jogo contra o Mixto, dia 2 de abril, será o primeiro da Arena Pantanal, em Cuiabá, palco de quatro partidas da fase de grupos do Mundial.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.