Como a chapa "União do Rio de Janeiro" foi a única inscrita, não houve contagem de votos

Rubens Lopes, presidente da Ferj
Site oficial
Rubens Lopes, presidente da Ferj

Candidato único na eleição da Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro), o atual presidente, Rubens Lopes, foi reeleito por aclamação para ocupar o cargo no início da tarde desta terça-feira, na sede da entidade. Como a chapa "União do Rio de Janeiro" foi a única inscrita, não houve contagem de votos.

A reeleição de Lopes não teve apoio de três dos quatro grandes clubes do estado. Na noite desta segunda-feira, Flamengo, Fluminense e Vasco emitiram uma nota conjunta para declarar que não apoiavam o mandatário, que ocupa a presidência desde 2007 e, com o novo pleito, ficará no cargo pelo menos até 2018.

A principal queixa dos clubes, exposta no comunicado oficial, é a falta de transparência da atual administração da Ferj. Os clubes pedem que as eleições sejam convocadas com "calendário claro, que permita a formação de chapas e discussão de propostas", além da publicação de balancetes trimestrais. Flamengo, Fluminense e Vasco ainda exigem que a discussão do orçamento da federação tenha a participação dos quatro grandes, atualmente não representados no Conselho Fiscal da entidade.

Clubes das Séries A, B e C, times amadores da capital e equipes que disputam ligas municipais têm direito a voto. Para conseguir a homologação, uma chapa precisa do apoio formal de pelo menos três integrantes de cada categoria. Os pesos dos votos são diferentes: seis para os times da Série A, quatro para os da B, dois aos da C e um para clubes amadores e de ligas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.