Apesar das boas exibições dos jovens jogadores, o treinador santista prefere ter cautela para falar sobre as promessas

Após mais uma goleada , o treinador do Santos, Oswaldo de Oliveira espera que a equipe não entre no tradicional clima de "oba-oba". Na Vila Belmiro foram sete jogos e sete vitórias, sendo quatro goleadas, contra Corinthians, Botafogo, Bragantino e Oeste.

"Temos que reconhecer que nem todos os jogos vamos conseguir fazer grande número de gols. Temos que estar preparados para uma situação adversa também, e esse foi o maior exemplo. Vejo o Santos amadurecendo, buscando uma condição cada vez melhor", disse o comandante.

Oswaldo de Oliveira, técnico do Santos
Ivan Storti/Divulgação SantosFC
Oswaldo de Oliveira, técnico do Santos

Apesar das boas exibições dos jovens jogadores do Peixe, o treinador santista prefere ter cautela para falar sobre as promessas. "O resultado foi bom, mas pode criar uma situação com a qual nós precisaremos lidar no futuro. Os garotos são pessoas diferentes e irão evoluir conforme suas características", afirmou Oswaldo.

Por fim, o técnico ressaltou a importância de terminar a primeira fase na primeira colocação. Atualmente, o Santos briga ponto a ponto contra o Palmeiras, equipe que enfrenta na última rodada do Campeonato Paulista. "A cada rodada essa luta contra o Palmeiras continua. Temos de ir jogo a jogo, mas nossa intenção é trazer os jogos do mata-mata para a Vila Belmiro", finalizou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.