Tamanho do texto

Após vitória no clássico, atacante ironiza necessidade do rival de torcer pelo São Paulo no Campeonato Paulista

A derrota deste domingo para o São Paulo colocou o Corinthians na torcida de seu rival. No domingo que vem, já classificado, o time do atacante Luis Fabiano (autor de um dos gols da vitória por 3 a 2 no clássico desta tarde) enfrenta o Ituano, concorrente direto da equipe alvinegra na luta por uma vaga às quartas de final do Campeonato Paulista.

Confira classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato
Paulista

"Eles dependem da gente, né? Mais uma vez", sorriu o atacante, lembrando-se provavelmente de 2004, ano em que o Corinthians só não foi rebaixado à segunda divisão estadual por conta de uma vitória são-paulina sobre o Juventus, com dois gols de Grafite.

O Ituano é momentaneamente o dono da segunda vaga do grupo B, com dois pontos a mais do que o Corinthians, restando duas rodadas para o término da primeira fase. Um triunfo no Morumbi, daqui a uma semana, portanto, aproximaria muito o time interiorano das quartas de final da competição.

Antonio Carlos faz contra duas vezes, mas São Paulo vira e complica Corinthians

Apesar do gostinho de poder prejudicar o rival, Luis Fabiano promete, caso seja escalado, lutar por um resultado positivo. "Vamos fazer nossa parte, que é ganhar jogos, independentemente se vamos ajudá-los ou não", garantiu, em tom mais sério, mas feliz pelo resultado conquistado neste domingo, que, com direito a gol seu, findou um jejum de 12 clássicos sem vitória.

"Neste ano, tem dado tudo certo. Consegui me condicionar bem, fazer uma boa pré-temporada. E quando você está bem, o vento é favorável, as coisas acontecem", comemorou o centroavante, autor de nove gols em 12 jogos na temporada. Gols que ajudaram o São Paulo a crescer de produção e a se classificar de forma antecipada à fase decisiva.

"Todos jogaram com muita determinação, muita vontade, todo mundo se doou. A gente sabia que, para vencer o Corinthians, teríamos que correr muito, e foi o que aconteceu. A gente conseguiu neutralizar o Corinthians. Conseguimos jogar e nos impor aqui dentro", analisou, antes de ser questionado se gostaria de repetir Grafite.

"Não, não, eu sou o Luis Fabiano", riu, a caminho do vestiário do Pacaembu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.