Título vai permitir que time da Gávea jogue por dois empates na semifinal e na decisão do Estadual do Rio

Gabriel, do Flamengo, comemora gol na vitória sobre o Botafogo
Futura Press
Gabriel, do Flamengo, comemora gol na vitória sobre o Botafogo

O Flamengo derrotou o Botafogo por 2 a 0, no clássico disputado na noite deste domingo, no Maracanã, e conquistou a Taça Guanabara. Com 34 pontos ganhos, o time rubro-negro não pode mais ser alcançado por qualquer adversário nas duas rodadas que faltam para o encerramento do primeiro turno. O título vai permitir que o Flamengo jogue por dois empates na semifinal e na decisão do Estadual do Rio.

Gabriel e Léo marcaram os gols da equipe rubro-negra. O Botafogo que faz péssima campanha no Estadual, segue com 16 pontos ganhos, ocupando asétima posição.

A vitória foi justa porque, mesmo sem apresentar um grande futebol, o Flamengo sempre mostrou mais disposição do que o adversário. O Botafogo, que voltou a usar a equipe reserva, fez um péssimo primeiro tempo. O Alvinegro melhorou um pouco na fase final, mas voltou a cair de produção depois da expulsão do volante Airton.

Na próxima rodada, o Flamengo vai enfrentar o Bangu, no Maracanã. O Botafogo terá o Nova Iguaçu pela frente, em Moça Bonita.

O jogo

A partida começou muito lenta. Os dois times tocavam a bola sem muita profundidade. Só aos três minutos é que o Botafogo chegou em passe de Zeballos para Henrique, mas o chute do atacante não levou perigo.

A resposta do Flamengo veio aos nove minutos quando Everton foi derrubado na entrada da área. João Paulo cobrou forte e a bola bateu na barreira.

O lance animou a equipe rubro-negra que marcou o primeiro gol, aos dez minutos. Gabriel arrancou para o ataque, tabelou com Márcio Araújo, e chutou entre as pernas do goleiro Helton Leite.

O Botafogo tentou partir para o ataque, mas mostrava muita lentidão na passagem da defesa para o ataque.

O Flamengo não mostrava muita disposição para buscar o segundo gol e se preocupava apenas em tocar a bola para evitar a aproximação do adversário. A torcida só conseguiu vibrar, aos 28 minutos, quando Gabriel tentou um lançamento para Hernane, mas a bola foi em direção ao gol e exigiu a intervenção do goleiro Helton Leite que espalmou para o lado.

O Botafogo continuava atuando de forma desinteressada, sem conseguir construir lances de ataque. O paraguaio Zeballos, estreante da noite, quase não era acionado.

Aos 30 minutos, o lateral Léo Moura, do Flamengo, sentiu um problema muscular e pediu para sair, entrando Léo na posição. Aos 36 minutos, João Paulo cruzou para para a entrada de Hernane que cabeceou sem perigo para o gol do Botafogo.

O Botafogo continuava atuando de forma lenta e só chegou na área rubro-negra, aos 43 minutos, quando Zeballos foi lançado por Henrique, mas foi travado por Wallace na hora da conclusão.

O Botafogo voltou para o segundo tempo com o meia Gegê no lugar de Daniel. E logo no primeiro minuto, o Flamengo criou uma chance para ampliar o marcador. Gabriel cruzou, o goleiro Helton Leite saiu mal e Samir cabeceou por cima do travessão.

O Botafogo era um pouco mais ofensivo em relação ao time apático do primeiro tempo, mas continuava com grande dificuldade de construir jogadas de perigo para a defesa rubro-negra. Aos 12 minutos, após cruzamento de Zeballos, Henrique subiu, mas cabeceou sem qualquer direção.

O técnico Eduardo Hungaro trocou o veterano Renato por Fabiano, mas o time continuou com dificuldades para se aproximar da defesa rubro-negra em condições de finalizar.

O Flamengo apenas administrava a vantagem, tocando a bola com lentidão e esperando uma brecha na defesa alvinegra para liquidar a partida.

Aos 18 minutos, após boa troca de passes, Gegê arriscou de fora da área, mas Felipe defendeu sem problemas. Logo depois da parada técnica, Airton se chocou com Samir e recebeu o segundo cartão amarelo, sendo expulso de campo.

Com vantagem numérica, o Flamengo acelerou o ritmo, tentando chegar ao segundo gol, enquanto os jogadores do Botafogo mostravam nervosismo,com muitas faltas e reclamações.

Aos 31 minutos, o Botafogo ameaçou em jogada individual de Henrique que se livrou dos marcadores e chutou para fora, quando Fabiano, inteiramente livre, esperava o passe.

O Flamengo voltou a ameaçar aos 33 minutos, quando após boa troca de passes na intermediária, João Paulo cruzou para Léo pegar, de primeira, mas a bola subiu demais.

A resposta alvinegra veio dois minutos depois em arrancada de Dankler pela direita. O cruzamento foi cortado pela zaga, mas a bola se ofereceu a Lucas que chutou errado, desperdiçando a chance do empate.O Botafogo ainda ameaçou com Yguinho, mas o chute foi defendido, com facilidade, por Felipe.

No final, o Flamengo apenas tocava a bola para garantir o resultado positivo, mas acabou marcando o segundo gol em nova desatenção da defesa alvinegra. Léo entrou pelo meio e bateu para definir o resultado do jogo.

FICHA TÉCNICA -  BOTAFOGO 0 X 2 FLAMENGO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 9 de março de 2014, domingo
Hora: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Daniel de Sousa Macedo
Assistentes: Lilian Fernandes Bruno e Andréa Maffra de Sá
Público: 9.348 pagantes
Cartão Amarelo: Airton, Fabiano, Júnior Cesar, Lucas (Botafogo); Everton (Flamengo)
Cartão Vermelho: Airton(Bota)
Gols: FLAMENGO:Gabriel, aos dez minutos do primeiro tempo e Léo, aos 45 minutos do segundo tempo

BOTAFOGO: Helton Leite, Lucas, André Bahia, Dankler e Junior Cesar; Airton, Bollati, Renato(Fabiano), Daniel(Gegê) e Pablo Zeballos; Henrique(Yguinho)
Técnico: Eduardo Hungaro

FLAMENGO: Felipe, Léo Moura(Léo), Wallace, Samir e André Santos; Cáceres(Feijão), Muralha, Márcio Araújo, Gabriel(Paulinho) e Everton; Hernane
Técnico: Jayme de Almeida

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.