Com o resultado, Vasco chega aos 25 pontos e segue na terceira posição do Campeonato Carioca

Douglas corre com a bola no empate entre Vasco e Bonsucesso
Marcello Dias/Futura Press
Douglas corre com a bola no empate entre Vasco e Bonsucesso

O Vasco desperdiçou a oportunidade de garantir a classificação para a fase semifinal do Campeonato Carioca, ao empatar com o Bonsucesso por 1 a 1, em partida disputada na noite deste sábado, em São Januário. O resultado fez a equipe cruz-maltina chegar aos 25 pontos ganhos e seguir na terceira posição. O Bonsucesso, que luta para fugir das últimas posições, chegou aos 12 pontos e ocupa a 13ª posição. Geovane abriu o marcador para o Bonsucesso e Marlon empatou.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

O jogo foi disputado em campo bastante pesado por causa das chuvas, mas acabou agradando pela movimentação. As duas equipes criaram muitas chances de gol, mas os atacantes estavam em jornada infeliz e desperdiçaram várias oportunidades. O empate fez o time do Vasco sair vaiado de campo. Para homenagear o Dia Internacional da Mulher, os jogadores do Vasco entraram em campo com nomes femininos em suas camisas.

Na próxima rodada, o Vasco enfrentará o Fluminense, no Maracanã. O Bonsucesso vai encarar o Madureira, no clássico da zona da Leopoldina, em Conselheiro Galvão.

O jogo - Os dois times começaram a partida com muita dificuldade por causa do gramado alagado. Uma chuva forte desabou sobre o Rio de Janeiro no início da noite e prejudicou a movimentação dos atletas. Sem condições de tocar a bola, os jogadores preferiam os passes longos, numa tentativa de evitar que a bola ficasse presa nas poças espalhadas pelo campo.

Com o passar do tempo, o Vasco foi impondo a maior categoria da sua equipe e passou a pressionar em busca do primeiro gol.

Aos sete minutos, Felipe Bastos fez ótimo passe para Edmilson, livre na pequena área, mas o atacante escorregou e não conseguiu concluir, perdendo grande oportunidade. Dois minutos depois, Reginaldo recebeu dentro da área e chutou forte, mas o goleiro Rodrigo fez grande defesa. O rebote caiu nos pés do lateral Marlon que demorou a chutar e acabou desarmado.

Logo depois Guiñazu e Nill se chocaram ao disputar uma bola, de cabeça, e o atacante do Bonsucesso levou a pior, forçando o técnico Alfredo Sampaio a promover sua substituição. Aos 19 minutos, o time dirigido por Adilson Batista criou outra boa oportunidade. Felipe Bastos cruzou e Edmilson cabeceou para ótima defesa de Rodrigo.

O Bonsucesso apareceu com perigo, pela primeira vez, aos 25 minutos.Marquinhos chutou cruzado, Diogo Silva espalmou e a bola caiu nos pés de Marlon Silva que tentou passar a bola para Somália,livre na pequena área, mas Diego Renan salvou o perigo, mandando para escanteio.

Aos 30 minutos, Edmilson se enroscou com Da Silva na grande área. A torcida pediu a marcação de uma penalidade máxima, mas o árbitro nada marcou.

Apesar das dificuldades, o Vasco conseguia trocar passes e a se mostrar bem mais agressivo. Aos 35 minutos, Marlon entrou pela esquerda e tentou lançar Edmilson, mas a zaga aliviou o perigo, mandando para escanteio. Dois minutos, Diego Renan investiu pela direita e cruzou rasteiro. A bola passou na frente do gol de Rodrigo, mas nenhum atacante conseguiu a conclusão.

Logo depois, Reginaldo foi agarrado na área e ficou sem a bola, mas o árbitro considerou o lance legal, para irritação da torcida.

Aos 43 minutos, Douglas foi derrubado na entrada da área.O meia cobrou rasteiro e a bola passou bem perto da trave direita,em lance de grande perigo.

O Vasco voltou para o segundo tempo com uma alteração tática. O atacante Everton Costa entrou no lugar de Felipe Bastos e se juntou aos atacantes Edmilson e Reginaldo na área do Bonsucesso. E logo aos dois minutos, o time de São Januário desperdiçou grande oportunidade. Diego Renan cruzou da direita e o zagueiro Rodrigo, inteiramente livre na pequena área, chutou por cima do travessão.

O time de Teixeira de Castro não se assustou e deu a resposta aos quatro minutos. Pedro Ken errou feio ao tentar atravessar a bola e colocou Somália em condições de marcar, mas o goleiro Diogo Silva saltou nos pés do atacante e fez a defesa.

Diego Renan pediu para sair e como o técnico Adilson Batista não tinha lateral disponível no banco de reservas, colocou o volante paraguaio Aranda que entrou no meio, enquanto Pedro Ken foi deslocado para a lateral direita.

Aos 13 minutos, o Vasco conseguiu construir uma boa jogada e Douglas, da entrada da área, arriscou, mas o goleiro Rodrigo defendeu com segurança. O esquema com três atacantes não estava funcionando, principalmente por causa da má atuação de Everton Costa que errava quase todas as jogadas. Aos 19 minutos, o atacante foi lançado por Pedro Ken nas costas da zaga, mas concluiu muito mal.

Irritada com o mau desempenho do ataque, a torcida pediu a entrada de Thales. O time acordou com os gritos e voltou a pressionar em busca do primeiro gol. Aos 26 minutos, Aranda se livrou da marcação e mandou a bomba que Rodrigo espalmou, em grande defesa. Logo depois, Edmilson recebeu na entrada da área e chutou forte, mas a bola saiu, tirando tinta da trave esquerda de Rodrigo.

E a torcida que esperava o gol do Vasco, acabou surpreendida pelo gol do Bonsucesso, aos 29 minutos. Rômulo dividiu com Rodrigo e a bola sobrou para Geovane que mandou a bomba no ângulo direito de Diogo Silva.

Logo depois de sofrer o gol, o técnico Adilson Batista, alvo principal dos protestos da torcida, trocou Reginaldo por Thales, substituição que já vinha sendo pedida pelos torcedores cruz-maltinos.

Aos 31 minutos, Rodrigo bateu falta na entrada da área do Bonsucesso e a bola explodiu no travessão. Logo depois, Pedro Ken fez boa jogada pela direita e cruzou para Thales cabecear por cima.

O Vasco partiu de forma desesperada para buscar o empate e acabou alcançando o objetivo, aos 39 minutos, através do lateral esquerdo Marlon que tabelou com Thales, entrou na área e bateu rasteiro para colocar a bola nas redes de Rodrigo.

A torcida se animou e a equipe cruz-maltina aumentou a pressão em busca do gol da vitória, mas foi o Bonsucesso que desperdiçou uma grande chance, aos 45 minutos, quando Victor Hugo, após rebote de Diogo Silva, mandou por cima do travessão.

Aos 47 minutos,o zagueiro Luan, livre, cabeceou para fora,para desespero da torcida. No último lance da partida, Rodrigo bateu falta e mandou para fora.

FICHA TÉCNICA
VASCO 1 X 1 BONSUCESSO

Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 8 de março de 2014 (sábado)
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Antônio Carvalho Schneider (RJ)
Assistentes: Wendel Gouvêa (RJ) e Romário Carmo Júnior (RJ)
Publico: 4.602 presentes
Cartões amarelos: Douglas (Vasco); Geovane, Fernando e Da Silva (Bonsucesso)
Gols: VASCO: Marlon, aos 39 minutos do segundo tempo
BONSUCESSO: Geovane, aos 29 minutos do segundo tempo

VASCO: Diogo Silva, Diego Renan (Aranda), Luan, Rodrigo e Marlon; Guiñazu, Fellipe Bastos (Everton Costa), Pedro Ken e Douglas; Reginaldo (Thalles) e Edmílson
Técnico: Adilson Batista

BONSUCESSO: Rodrigo Viana, Marquinhos (Iago Soares), Da Silva, China e Marlon Matheus; Victor Hugo, Alexandre Carioca, Fernando (Rômulo) e Nill (Geovane); Marlon Silva e Somália
Técnico: Alfredo Sampaio

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.