"A comissão resolveu me poupar de dois jogos, mas já estou treinando", disse o volante após uma lesão muscular

Mesmo tendo chegado há pouco tempo ao elenco da Portuguesa , Willian Magrão tornou-se um dos destaques do setor defensivo da equipe, inclusive marcando gols importantes. Porém, na derrota para o Penapolense no último dia 19, o meio-campista foi substituído no intervalo devido à lesão na coxa direita. Agora recuperado, ele quer entrar em campo para enfrentar o Palmeiras nesta quarta-feira.

Classificação, tabela de jogos, artilharia e notícias do Campeonato Paulista

"Tive esse desconforto e a comissão resolveu me poupar nesses dois jogos, mas já estou treinando normalmente e espero estar à disposição no clássico", afirma Willian Magrão. "Se o Argel preferir que eu jogue, quero fazer o melhor para ajudar a Portuguesa a vencer o Palmeiras. Este é o nosso objetivo", completa.

O jogador herdou a braçadeira de capitão no período no qual o zagueiro Valdomiro esteve de molho por lesão no joelho e acredita que a responsabilidade deve mesmo ser direcionada aos jogadores mais experientes."A responsabilidade é grande. Vejo o fato de ser capitão como uma forma de auxiliar o treinador em campo a dar confiança aos mais jovens e a experiência, ao longo do tempo, te dá mais força pra falar com os companheiros", afirma o jogador de 27 anos.

Possivelmente com Magrão em campo, a Lusa encara o Palmeiras a partir das 19h30 desta quinta-feira, no estádio do Pacaembu. A partida vale pela 12ª rodada do Campeonato Paulista e a equipe rubro-verde ocupa a quarta colocação do grupo C, com 14 pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.