Tamanho do texto

Longe das semifinais do Carioca, treinador botafoguense deverá poupar titulares, de olho na Libertadores

A distância do Botafogo da zona de classificação do Campeonato Carioca não fez o Eduardo Hungaro deixar de ser comedido. Com a Copa Libertadores da América como prioridade absoluta, o técnico já indicou que deverá escalar uma equipe reserva diante do Flamengo , no próximo domingo (9), no Maracanã.

"O próximo jogo será com o time da Libertadores", disse, referindo-se ao duelo com o Audax, na quinta-feira, em Moça Bonita. "Mas a tendência é que o clássico com o Flamengo seja com a equipe que estamos utilizando no Carioca. Sei que os resultados estão aquém, e a responsabilidade é minha. Só que não vamos mudar o planejamento por causa disso", acrescentou.

E mais: Jogadores do Botafogo falam em lutar até o fim pela semifinal do Carioca

Apesar de ter vencido o Fluminense por 3 a 0 com os seus suplentes, o Botafogo foi surpreendido com uma derrota por 2 a 0 para o Macaé no sábado de carnaval, em Moça Bonita. O resultado deixou o time alvinegro com 15 pontos ganhos no Estadual, seis atrás do Vasco, quarto colocado.

"Não deu liga contra o Macaé. Na semana passada, todos elogiaram o belo jogo que fizemos com o Fluminense. Pela primeira vez, repetimos a escalação. Mas realmente não fomos bem", reconheceu Hungaro, ainda acreditando em uma vaga nas semifinais. "Há um fio de esperança."

Se os reservas do Botafogo fracassarem no Campeonato Carioca, a pressão pelo sucesso dos titulares na Libertadores deverá aumentar. "Temos consciência disso, mas não vamos trabalhar de uma forma que considero errada porque o que imaginamos não aconteceu. Nada pode interferir naquilo que acreditamos ser o melhor para o Botafogo. Os resultados de hoje da Libertadores nos credenciam a pensar que estamos no caminho certo", argumentou Eduardo Hungaro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.