Apesar de não ter tido grande desempenho, Corinthians fez três gols e manteve suas chances de se classificar no Paulistão

O técnico Mano Menezes sabe que o placar da vitória por 3 a 0 do Corinthians sobre o Comercial, com dois gols marcados no final, não é um bom retrato do que foi o jogo no Pacaembu. De qualquer maneira, ele gostou do comportamento da equipe na busca pelo resultado diante de um adversário que se fechou bastante.

Mano orienta time durante a partida contra o Comercial
Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
Mano orienta time durante a partida contra o Comercial

"Não foi um jogo brilhante. Em determinados momentos, esteve até longe de ser brilhante. Mas a equipe não sofreu gols, ofereceu muito pouco ao adversário. Você separa os fundamentos e vê que a equipe vem amadurecendo. Fizemos um jogo médio e soubemos encontrar o caminho para a vitória. É um fato positivo que a gente leva", afirmou o gaúcho.

Para o treinador, a falta de brilho do jogo teve a ver com o tipo de marcação proposto pelos visitantes. Levi grudou em Jadson durante todo o primeiro tempo até ser substituído por causa do cartão amarelo. Romarinho teve a companhia constante de Xaves.

"A equipe foi madura, porque foi um jogo de marcação forte, com marcação individual dentro do campo de defesa para Jadson, para Romarinho, para Guerrero, que é o centroavante, nem se fala. Os alas espetaram nos nossos laterais. Tivemos um pouco de dificuldade, mas tivemos muito controle do jogo e paciência", comentou Mano.

O primeiro gol saiu no final do primeiro tempo, em cruzamento de Uendel completado por Luciano. Foi só nos instantes derradeiros do jogo que o placar tomou proporções maiores, com dois gols saideiros. "A equipe foi premiada em cima da maturidade que teve para jogar o jogo como ele devia ser jogado", concluiu o técnico.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.