Defensor marcou o gol da vitória deste sábado contra o Everton, aos 46 minutos do segundo tempo

John Terry, zagueiro do Chelsea
Lefteris Pitarakis/AP
John Terry, zagueiro do Chelsea

Vinculado ao Chelsea desde 1995, quando foi contratado ainda nas categorias de base, o zagueiro John Terry garantiu lugar de destaque na história do clube inglês. Aos 33 anos, o defensor tem contrato com o time britânico até o final desta temporada e ainda tem futuro incerto. E, após marcar o gol que definiu o triunfo por 1 a 0 sobre o Everton , neste sábado, o atleta não escondeu seu desejo em seguir na equipe londrina.

"Estou aqui há muito tempo, gosto de cada minuto que passa. Realmente gostaria de permanecer, mas isso depende do clube. Essa pergunta precisa ser feita aos dirigentes, pois não posso responder por eles", afirmou.

Presidido pelo bilionário russo Roman Abramovich, o Chelsea tem política específica para renovar o vínculo de atletas com mais de 30 anos, oferecendo extensão por uma temporada. Em 2013, outro ídolo do clube londrino, o meio-campista Frank Lampard, também teve o futuro incerto, mas acabou entrando em acordo com os dirigentes.

Desde que chegou ao futebol profissional, em 1998, Terry defendeu apenas duas equipes. Emprestado pelo Chelsea ao Nottingham Forest em 2000, o zagueiro se consolidou como peça fundamental ao longo da última década e criou relação de idolatria com os torcedores. Ao todo, são 14 títulos pelo clube londrino, incluindo tricampeonato inglês e Liga dos Campeões da Europa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.