Com gols de César e Antônio Flávio, Ponte aplica a virada por 2 a 1 e mantém viva a esperança de classificação

A Ponte Preta foi até o estádio Tenente Carriço com apenas um objetivo: vencer o Penapolense para manter viva a chance de classificação às quartas de final. Meta atingida, já que, de virada, a equipe de Campinas triunfou sobre adversário de Penápolis, por 2 a 1. Gols marcados por, Douglas Tanque para os anfitriões, e César e Antônio Flávio para os visitantes.

Com o resultado, os alvinegros assumiram a vice-liderança do Grupo C, atrás do Santos. Já o Penapolense segue no topo da Chave A, à frente do São Paulo. Com dez rodadas já disputadas, nenhuma das duas equipes empatou no Estadual. A Ponte soma seis vitória e quatro derrotas, mesmos números do adversário.

O Jogo - A primeira boa chance do jogo veio com Douglas Tanque. Aos três minutos, o atacante arrancou pela esquerda e arriscou o chute à meta de Roberto, mas a zaga pontepretana anulou a chance de gol do Penapolense.

Pressionando desde o início, o time da casa não demorou atingir o objetivo. Aos oito minutos, Guaru fez bela enfiada de bola e deixou Douglas Tanque em excelente posição dentro da grande área. Goleador, ele não hesitou em chutar rapidamente e furou a meta do goleiro Roberto. 1 a 0 Penapolense.

Aos 14, Magal fez bom cruzamento e quase empatou a partida para a Ponte Preta. Sorte do goleiro Samuel Pires, que viu a bolar bater no travessão e sair pela linha de fundo. Três minutos depois, a Macaca criou outra boa chance. Após bela jogada dos meias campineiros, Magal, novamente, arriscou da esquerda e obrigou o arqueiro a fazer boa defesa.

Insistente, os visitantes chegaram outra boa chance aos 21 minutos. Ferrugem soltou uma bomba de fora da área e Samuel, novamente, precisou fazer uma rápida defesa. O Penapolense respondeu com em uma bela jogada de Alexandro, que deu um elástico em Diego Sacoman e chutou forte em direção à meta de Roberto. O arqueiro mandou para a linha de fundo.

Aos 30, a jogada com Alexandro se repetiu. Após belo passe de Guaru, o jogador finalizou e Roberto fez mais uma ótima defesa, salvando a Ponte de levar o segundo gol. O primeiro tempo terminou com a vantagem mínima para os donos da casa.

A Ponte Preta voltou inspirada para a segunda etapa. Aos 19 minutos, o zagueiro César foi para a área e subiu mais alto que todo mundo, cabeceando direto para o fundo das redes do gol adversário. Foi o primeiro gol do jogador no Estadual.

Minutos depois, aos 23, Antônio Flávio, recém-ingressado na equipe, sozinho na entrada da pequena área, recebeu belo cruzamento de Ademir e, novamente de cabeça, virou o jogo para os campineiros.

A pressão imposta nos minutos finais pelo Penapolense não adiantou, já que a Ponte soube administrar com maestria a virada conseguida na segunda etapa e saiu de campo com os três pontos.

FICHA TÉCNICA
PENAPOLENSE 1X2 PONTE PRETA

Local: Estádio Tenente Carriço, em Penápolis (SP)
Data: 22 de fevereiro de 2014, sábado
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Philippe Lombard (SP)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho e Leandro Matos Feitosa (ambos de SP)
Gols: Douglas Tanque (Penapolense), aos oito do primeiro tempo. César (Ponte Preta) e Antônio Flávio (Ponte Preta), aos 19 e 23 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Ferrugem e Bruno Silva (Ponte Preta)

PENAPOLENSE: Samuel; Rodnei, Jailton, Luiz Gustavo e Rodrigo Biro (Fio); Liel, Petros, Washington (Neto) e Guaru; Alexandro e Douglas Tanque (Rafael Ratão)
Técnico: Narciso

PONTE PRETA: Roberto; Junio (Bida), César, Diego Sacoman e Magal; Bruno Silva (Alef), Fernando Bob, Ferrugem e Adrianinho (Antônio Flávio); Ademir e Silvinho
Técnico: Vadão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.