Por mensagem a crianças com câncer, jogador é multado na Espanha

Por Gazeta |

Texto

Hondurenho Jona, do Real Jaén, terá de pagar cerca de R$ 6,5 mil à federação local por exibir a frase: "Ânimo, pequeninos"

O jogador hondurenho Jona, que defende o Real Jaén, equipe da segunda divisão espanhola, foi punido pela federação local por ter exibido uma mensagem em apoio às crianças que lutam contra o câncer. Com os dizeres "Ânimo, pequeninos" e uma alusão ao Dia Mundial da Luta Contra o Câncer Infantil - celebrado no último dia 15 -, o jogador fez uma homenagem após marcar um gol.

A condenação de Jona, que terá de pagar multa no valor de dois mil euros (cerca de R$ 6,5 mil) causou revolta em parte da imprensa espanhola e provocou o início de manifestações nas redes sociais.

"Eu sei que é proibido fazer publicidade ou manifestações políticas, mas não pensei que iriam me punir por apoiar crianças e famílias que sofrem com problemas como este", justificou-se o jogador.

O principal questionamento se fundamenta na punição imposta ao Atlético de Madri, que precisará pegar multa de 600 euros (aproximadamente R$ 2 mil) por um incidente no clássico contra o Real Madrid, pela Copa do Rei. Um torcedor da equipe colchonera arremessou um isqueiro, que acertou a cabeça do português Cristiano Ronaldo.

O jornal Marca, um dos mais tradicionais da Espanha, abriu uma conta bancária para que torcedores depositem quantias que ajudem Jona a quitar o valor da multa. O Real Jaén já entrou com um recurso para questionar a decisão da entidade máxima do futebol espanhol.

Leia tudo sobre: Futebol MundialEspanha
Texto

notícias relacionadas