Tamanho do texto

Sob o comando provisório de Raul Cabral, time saiu de campo vitorioso no jogo contra o Figueirense neste domingo

Este domingo foi muito mais especial para Raul Cabral, que ‘estreou’ no comando técnico do Avaí - auxiliar do demitido Emerson Nunes, ele teve que segurar a barra no clássico com o Figueirense, em pleno Orlando Scarpelli, e ainda saiu com uma vitória de 2 a 1.

"Representa muito pra mim e pra todo mundo, foi o momento mais importante da minha carreira. Antes do jogo, disse que seria a chance da minha vida, e foi perfeito. Pena que foi manchado pela briga", disse Cabral, referindo-se aos acontecimentos no segundo tempo.

Jogadores dos dois times entraram em confronto, que resultou em quatro expulsões, aproximadamente dez minutos de paralisação e intervenção da Polícia. "Lamentável", resumiu Cabral durante coletiva de imprensa no estádio alvinegro pouco depois da partida.

Dedicando o resultado a Emerson Nunes, Cabral, substituído por Paulo Turra nesta segunda, não foi muito claro sobre o futuro, mas é certo que ele comandará os juniores do clube avaiano. "Não acho que estou sendo rebaixado. A gente tem que se preparar para uma nova chance mais à frente".

Com a vitória sobre o arquirrival, o Leão da Ilha respirou no Campeonato Catarinense e ainda diminuiu a distância de pontos para os que estão na zona de classificação para a próxima fase. No sábado, recebe a Chapecoense, na Ressacada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.