Técnico do Corinthians diz que vai relacionar Renato Augusto e não revela se Jadson jogará. Palmeirense Kleina ainda não sabe se contará com Bruno César

Corinthians e Palmeiras vivem momentos bem distintos no Campeonato Paulista. Enquanto um luta para espantar a crise e reencontrar o caminho da vitória, o outro quer manter a invencibilidade na temporada. As diferenças, no entanto, param por aí. Dentro das outro linhas, os dois têm muito em comum: as dúvidas sobre quem vai começar o clássico.

Mano Menezes e Gilson Kleina se abraçam antes da coletiva de imprensa
Leandro Martins/Futura Press
Mano Menezes e Gilson Kleina se abraçam antes da coletiva de imprensa

Mano Menezes ainda faz mistério se escalará Renato Augusto, recuperado, e Jason, recém-contatado, e diz que a tática do outro lado não funcionará. “Existem momentos que são mais propícios para tentar esconder um pouco mais o time, mas para o Gilson não tem sentido. O time dele está bem, está fazendo, então se ele fizer mistério, eu não foi acreditar”, disse.

“Nós recebemos o Jadson na semana passada. Ele não vinha jogando no São Paulo, o ritmo dele ainda não é o ritmo ideal. Trabalhamos algumas vezes com ele e sem ele (durante os treinos), então vamos tomar esta decisão (de escalá-lo) nas últimas horas. Talvez ele não tenha as condições ideais ainda para começar um jogo, mas vamos pensar. Quanto ao Renato Augusto, ele estará relacionado”, completou o corintiano.

No lado do Palestra Itália, Gilson Kleina garante presença de Valdivia no Dérbi, mas não sabe se contará com o meia Bruno César, que nos últimos dias emagreceu três quilos e está próximo da condição ideal.

“Fazemos um monitoramento para o Valdivia estar nos grandes jogos e é lógico que queremos contar com ele. Os artistas, quem tem uma técnica apurada, pode fazer a diferença”, destacou.


“O Bruno (César), por mais que vinha jogando nos Emirados Árabes, faz uma readaptação, intensidade do treino, é claro que não podemos tirar as características de um atleta com muita qualidade. Mas hoje precisamos de um nível físico nas partidas. Estamos fazendo um trabalho, a semana cheia foi proveitosa, temos algumas horas que antecede, se puder contar com ele, muito bom, se não manteremos o trabalho”, disse o palmeirense.

Corinthians e Palmeiras se enfrentam neste domingo, às 16h (de Brasília), no estádio do Pacaembu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.