Tamanho do texto

Houve confusão no Allianz Parque pela grande procura de bilhetes para o jogo contra o Corinthians. Clube soltou nota oficiaç para esclarecer o ocorrido

Torcida do Palmeiras amanheceu na frente do Allianz Parque atrás de ingressos para o clássico contra o Corinthians
Gabriela Chabatura
Torcida do Palmeiras amanheceu na frente do Allianz Parque atrás de ingressos para o clássico contra o Corinthians

Empolgados com a campanha do Palmeiras no Campeonato Paulista desta temporada, os torcedores da equipe alviverde apareceram em grande número nas bilheterias do Estádio Palestra Itália, nesta quinta-feira, para garantir ingresso para o clássico contra o Corinthians , neste domingo. Apesar da alta procura por entradas, o destaque ficou por conta de uma briga entre um funcionário do clube e um torcedor que utilizava camiseta de torcida organizada.

Na venda de ingressos realizada nesta quinta-feira, os associados do Palmeiras poderiam adquirir a entrada na parte interna do Palestra Itália. Ao ver o torcedor, que também era sócio, com o traje da facção organizada, um segurança tentou tirá-lo do local, iniciou discussão ríspida e ocasionou troca de agressões, causando alvoroço no lado externo das instalações.

Veja ainda: Palmeirenses amanhecem no Allianz Parque para garantir ingressos para o clássico

Poucas horas depois do fato, o Palmeiras divulgou esclarecimento em seu site oficial e afirmou que já está cuidando do caso. O clube informou que houve depredação do patrimônio e que seguirá investigando o entrevero. Inicialmente, os dirigentes optaram por afastar o segurança e não descartaram a demissão do profissional.

O clássico entre Palmeiras e Corinthians ocorre neste domingo, às 16 horas (de Brasília), no Pacaembu, em partida válida pela oitava rodada do Campeonato Paulista. Detentor do mando de jogo, o clube alvinegro tem grande maioria na carga de ingresso, enquanto os torcedores do time alviverde podem adquirir até duas mil entradas.

Confira na íntegra a nota divulgada pela direção do Palmeiras:

"A Sociedade Esportiva Palmeiras vem a público esclarecer o ocorrido nas dependências do clube na manhã desta quinta-feira, 13:

1) Um associado e um segurança se desentenderam durante o processo de venda de ingressos. Houve troca de agressões e depredação do patrimônio da S.E.P por parte de outros presentes;

2) Não houve, em nenhum momento, invasão de propriedade. As pessoas que estavam dentro do clube eram sócias e portanto tinham permissão para acessar aquele local;

3) O Palmeiras não faz qualquer distinção entre seus associados, seja ele de torcida organizada ou não. Todos recebem tratamento igual, possuem idênticos direitos e deveres e são passíveis das mesmas punições;

4) Um processo de sindicância para apuração de fatos já foi instaurado e medidas rigorosas serão tomadas contra os culpados;

5) O funcionário envolvido na confusão foi preventivamente afastado e, se comprovada falha de conduta, será sumariamente desligado do quadro de colaboradores;

6) A S.E.P. repudia veementemente ações como as ocorridas nas dependências sociais da agremiação e não se contentará enquanto não houver a devida punição aos responsáveis por esse inadmissível episódio"

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.