Tamanho do texto

"É difícil jogar aqui, ainda mais com um a menos. Tivemos uma postura excelente para Libertadores”, disse o técnico

De cabeça um pouco mais fria, o técnico Jayme de Almeida voltou a falar sobre a derrota do Flamengo para o León, na noite de quarta-feira, pela Libertadores. O treinador admitiu a dificuldade do jogo e da competição, mas elogiou a postura dos jogadores, que tiveram que correr ainda mais após a expulsão de Amaral.

“É difícil jogar aqui, ainda mais com um a menos. Mas nos comportamos bem, tenho que ficar feliz e orgulhoso. Tivemos uma postura excelente para uma partida de Libertadores”, disse.

Leia mais: Flamengo sofre com expulsão de Amaral e perde para o León

E a expulsão de Amaral não foi o único problema na cidade de León. O árbitro José Buitrago marcou pênalti totalmente duvidoso de Hernane, resultando no primeiro gol dos mandantes. Depois do revés de 2 a 1, Jayme de Almeida criticou muito as decisões, mas, desta vez, preferiu abordar outras coisas.

Veja também:  Jayme adota calma para definir o Flamengo para o clássico

Sobre a escalação, o comandante rubro-negro explicou o motivo de ter escolhido Samir ao invés de Erazo, criticado pela torcida durante a derrota para o rival Fluminense, no final de semana passado. “O Erazo ainda está um pouco inseguro. O Samir já vinha bem e fez um grande jogo”.

Agora, o Fla para de pensar um pouco na competição continental e volta as atenções para o Campeonato Carioca, em que terá o Vasco pela frente. Os dois times se enfrentarão neste domingo, às 16 horas (de Brasília), no Maracanã, pela oitava rodada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.